Objetivo

quarta-feira, 16 de março de 2011

Segredo

Eu estou convencida de que sofro de um mal que chamo de Distúrbio de Distorção de Imagem (DDI). Sim, meninas, porque eu não tenho nenhuma noção do meu tamanho REAL, exceto em três situações:

a) No espelho do elevador do meu trabalho
b) Nos espelhos de provadores de lojas
c) Em fotografias

Confesso e admito (aqui eu posso falar sem medo de ser censurada) que fiquei muito frustrada com as poucas fotos que vi da minha festa de formatura, porque estou absolutamente IMENSA em todas elas.
Eu sei que sou GORDA, infelizmente tenho espelho em casa e ele nunca me deixa mentir e nem me enganar em relação a isso. Porém, eu não tinha a menor ideia de que era tão gorda quanto vi nas fotos. Estou abismada, de verdade!
E então, em meio a tudo isso, lembrei-me de um livro que li no final do ano chamado "Férias", que tratava da história de uma dependente química que é internada pelos pais em uma clínica de reabilitação após passar da conta com drogas, perder completamente o juízo e destruir a própria vida (perdeu emprego, amigos e namorado). Ela não se achava uma viciada, acreditava piamente que usava drogas por hobbie e que poderia parar quando quisesse, reparava nos dependentes químicos da clínica, tinha pena deles e de suas histórias, até que um dia se deu conta de que ela era exatamente igual a eles, que apenas usou seu mecanismo de negação para não ter que admitir a verdade de sua vida. Graças a Deus não sou uma dependente química, mas sou uma dependente de comida, e ao que me parece, estou tentando me enganar em relação ao meu peso o tempo inteiro.
Muitas vezes penso que não há necessidade nenhuma de emagrecer, que me sinto extremamente bem como estou e que deveria parar de dar ouvido à opinião alheia, mas de repente quando me deparo com uma foto como a da minha formatura, percebo que eu já ultrapassei todos os limites possíveis e imagináveis do excesso de peso e que meu corpo não está mais suportando a bomba calórica que eu me tornei.
É muito difícil vir aqui e escrever todas essas coisas, porque na verdade eu queria mesmo é que a imagem que permanecesse na minha cabeça é a de que estou com um corpo bom e nada preciso mudar, mas se eu continuar me enaganando, vou chegar aos 90 novamente, e daqui a pouco estarei na casa dos 3 dígitos e por aí vai, assim como muitas histórias de muitas meninas da blogsfera, que eram magras de tudo e de repente, não mais que de repente, se viram com mais de 100 kg. e sem saber como agir.
Quando eu pesava 66 kg. e minha mãe me chamava de gorda, achava que nunca iria ultrapassar esse peso. Quando cheguei aos 70 kg. e eu também já me achava gorda, continuei achando que nunca ia ultrapassar essa marca. Apenas ao ver o ponteiro da balança nos 92kg. no final da minha gravidez, é que me caiu a ficha de que se eu continuasse comendo como se não houvesse amanhã, meu peso não pararia de aumentar nunca, até eu só conseguir emagrecer através de uma intervenção cirúrgica, coisa que não quero e nem espero para a minha vida.
Eu me achava uma gorda horrenda com 70kg., então o que eu deveria pensar de mim agora, com 81,4kg? Tenho me feito essa pergunta todos os dias, acompanhada de outra: por que estou fingindo que não é comigo? Por que continuo acreditando que posso viver exatamente com o peso que estou e que se dane o que os outros pensam? Por que eu continuo olhando fotos e me chocando com o meu tamanho, se as fotos apenas mostram quem eu, de fato, sou?
Estou decidida a emagrecer há muito tempo, mas até o presente momento eu não tomei nenhuma atitude concreta em relação à minha decisão, e de nada adianta somente decidir se não se vai agir em busca dessa decisão.
Eu sei exatamente o caminho para emagrecer, e ele é relativamente fácil e simples, pura matemática (comeu mais do que gastou = engorda / gastou mais do que comeu = emagrece). Eu tenho um metabolismo abençoado e muita facilidade para emagrecer (graças a Deus!), basta fazer por onde. Eu tenho o apoio de todas as pessoas do meu convívio para esta empreitada e, o mais importante, eu tenho dentro de mim o desejo louco, intenso e absurdo de vencer essa luta, então por que ainda não o fiz?
Posso dizer aqui que emagrecer envolve muito mais questões do que a matemática e o físico, e é verdade, mas se eu continuar usando isso como desculpa (eu como porque estou ansiosa, eu como porque estou triste, eu como porque estou feliz, eu como porque estou deprimida, etc etc e etc) nunca vou conseguir emagrecer, e vou sempre ficar culpando terceiros e situações pelo meu fracasso.
Ninguém pode fazer isso por mim, somente eu. Não adianta ficar esperando um milagre, porque ele não vai acontecer. Eu não vou dormir gorda e acordar magérrima e linda. Para isso, eu preciso suar muito a camisa, acertar e errar, tentar e desistir mil vezes, mas não abandonar meu obejtivo nunca. Esse é o real segredo do emagrecimento.
Ninguém disse que ia ser fácil, e nem eu jamais acreditei nisso. Aqueles que dizem que emagrecer é muito simples, é porque jamais foram obrigados a brigar contra o peso, a abrir mão das comidas que gosta e comer outras nem tão saborosas, a estar em eventos e ter que dizer não a guloseimas espetaculares passando bem na frente do seu nariz o tempo todo, a ter que fazer exercícios físicos mesmo odiando. Não é fácil, não é simples e nem é gostoso, mas é necessário.
ESTOU NA LUTA, QUEM ME ACOMPANHA?

*****

Meninas, hoje é a minha colação de grau, o passo final para a conclusão da minha graduação. A partir da amanhã já posso entrar com a solicitação do meu diploma e então, sim, poder dizer que sou uma Administradora. Estou muito feliz com essa realização, era um sonho muito forte dentro de mim, e conseguir realizar um sonho nos torna maiores, melhores e mais confiantes.
Minhas aulas de pós-graduação começaram segunda-feira (14/03), e eu estou gostando muito, apesar de estar com uma preguiça imensa de estudar (rs). Resolvi emendar tudo, porque se eu parar agora, acho que não volto nunca mais! Estou fazendo MBA em Recursos Humanos, que é a área que eu realmente curto e quero trabalhar. Demorei muito para descobrir minha vocação, até achava que não tinha nenhuma (sério, cheguei a ficar preocupada, pois via todos os meus amigos sabendo exatamente o que queriam fazer da vida e eu, nada!), mas acho que agora eu me encontrei. Entretanto, se não for isso que eu quero mesmo, não hesitarei em mudar.
Rhian está melhor, porém ainda está tendo febre. Minha mãe ligou hoje cedo para me avisar que vai levá-lo novamente ao Pronto Socorro, pois ele amanheceu com febre, e como vocês sabem, febre de manhã é sinal de alerta. Estou no aguardo de uma ligação dela para me dizer o que aconteceu, mas ele está bem, fiquem tranquilas.

Beijos e agora vou passar nos cantinhos das minhas lindas!

11 comentários:

Lais disse...

Oi!!!
Acho q eu tenho isso tbm viu, sério, eu me sinto super bem as vezes, mas as fotos são as que matam ^~^
Eu estava lendo um livro " pense magro", q me ajudou um pouco nessa questão, não sei se vc já leu, mas o trabalho é mais mental do q fisico na maioria das vezes, agente tem q ter consiência da situação pra ter condições de fazer alguma coisa. força ai amiga!!! to contigo!

Elaine Castro. disse...

Ei Taia,
Primeiro parabéns por mais esta conquista, está colando grau hoje, vendo o fruto de anos de estudos sentdo concluídos, já descobriu a área que deseja seguir e iniciando uma pós graduação, uau, isso é muita coisa, são muitas realizações e que uma boa parte da população não consegue alcançar por inúmeros fatores.
Sobre o Ryan espero que melhore e nos dê notícias sobre a ligação que aguarda, acaba que mesmo à distância nos envolvemos...
Agora sobre o espelho, eu acredito que muito do que enxergamos é fruto de uma construção socilmente imposta a nós a cultura da magreza, não acho que isso é desculpa para permanecemos acima do peso, acho que é questão de prioridades, se isto realmente lhe incomoda tem que agir, mas conheço algumas pessoas que vivem muito bem com o excesso de peso em relação à imagem, sempre gosto de exemplificar com exemplos. Tenho uma prima que está muito acima do peso, mas ela tem um "Quê" a mais que quando saímos e às vezes em uma turma até grande de magricelas, ela se destaca porque tem atitude e se aceita.
Agora em relação a saúde, aí já é mais preocupante porque sabemos que a gordura traz alguns problemas e pode provocar outros.
Já falei demais né!! rsrsrsr.

Beijos.

Bethynha disse...

eu ja li esse livro..eh mto bom..to lendo toda a coleção de marian keyes...eh bom demais..fiquei fascinada com essa autora..quem sabe vc nao le poutros livros..super indico a vc..
bom eu tbm sei exatamente o que fazer para emagrecer..mas eu naõ faço...
nao sei pq acontece isso coma gente..sabemos de tudo o que emagrece o que engorda e estamos sempre no mesmo barco..
eh dificil..mas o mais importante eh nunca desistir..
somos fortes..vamos chegar um dia onde queremos..
nao se baseis mto pelas fotos amiga..as vezes elas nos engordam..pode ter certeza..sou fotografa e sei disso..
talves um angulo que vc bateu elas nao fique bom..te engorda e tals...
claro que foto diz tudo mas nem sempre..
nao fique triste..
elvanta essa cabeça e vamos seguir em frente
to contigoooooooooooooo
e o pesinho pro desafio?
bjosss

Aline Ferreti disse...

Oie Taia!

Que bom estar volta aqui!

Sobre o post, acho que tudo na vida são prioridades, você não viu como principal prioridade emagrecer, seguiu com a facul, filhote, enfim.. E isso não é errado, são apenas escolhas.

Pessoalmente você é super determinada, porém ainda não utiliza essa determinação para o emagrecimento em si. Todos temos o "momento" quando a partir dali passa a ser o grande motivo da sua vida emagrecer, e aí tenho certeza que conseguirás. Assim como conseguiste chegar até aqui em outras áreas!

Agora me diz, essa é a tua hora? Agora realmente vai?

Bjka no coração, adoro muito você e faz tempo que a gente "conversa". Sempre que precisar, pode chamar que vou estar de braços abertos pra te acolher :)

FRANCYS LARA disse...

Taia, super te entendo, tbém me assusto com as fotos, principalmente pois parece que eu sou o dobro das pessoas...fico numa tristeza...Outra coisa louca: o meu espelho reflete diferente dos outros no carnaval, fomos para BH num condomínio fechado com amigos, lá tem clube, piscina etc. Taia, o espelho de lá me deixou ou me mostrou a verdade: estou imensa...fiquei até com vergonha...melhoras pro Rhian, mande noticias de sua melhora, e vc faz muito bem de já engatar a pós!!!!Eu que ainda não sei qual minha vocação...aff...
Bjocas

Danda disse...

Oi flor...
vc é consciente,eu sou,todos somos conscientes do qeu temos qeu fazer.
Emagrecer dá trabalho!
comprar coisas saudáveis,
preparar comida saudavel,
fazer exercício,
anotar e se controlar o dia todo.
Engordar nao da trabalho nenhum,
mas da um desgosto danado.
Tem 3 dias que to lutando e vencendo.
Nesse exato momento que escrevo,
minha janta acabou de ficar pronta,
galinha ensopada com batata,
polenta,arroz fresquinho,feijão fresquinho.
Eu com uma fome de dragãOOOO,
tomei minha ração humana,
e graças ao meu bom Deus me sinto saciada.
A gente sofreeeeeee.
Mais quero ver a minha imagem linda no espelho!Pode levar anos ,
mas eu vou chegar lá,e vc também amiga.
Basta querer!!!

Pri disse...

Oi Taia..

Estou com vc tb acho que tenho isso..
Eu só não tinha parado pra pensar ainda..

Bjusss flor

Bethynha disse...

adorei seu comentariooo amigaaa....
assim vc me motiva sabia/
vamos enfrentar nossos obstaculos de frentee.....
bjos e otyma quinta pra vc

Tatha, somente... disse...

Poxa vida...fiz um post enorme e deu pau...ahhhhhhhhh que raiva

amiga nunca desista, sei que sofremos, caimos mais tem que levantar e ver a vida como ela é, mais não necessariamente aceitar como a vida está

bjokaaaa =)

Stella disse...

Eu me identifiquei com tudo q escreveu... eu tb so "reparei" q estava gorda quando vi uma foto minha... do lado de pessoas q eu achava gorda e as pessoas estavam mais magras q eu... e triste ne...
Tb fiz administração...
bjs

Cacau Monteiro disse...

Oi, resolvi deixar um coments, pq me identifiquei demais com o texto que vc escreveu, tb já li o livro, e acho que tenho a mesma distorção sobre minha imagem, o mais engraçado era que quando eu era magrinha, sempre me achava gorda e agora que sou gorda, não faço nada.
Torço por ti e por mim tb, vamos a luta.
Tô te seguindo pra acompanhar os resultados.
Um bjo
Cacau Monteiro