Objetivo

terça-feira, 31 de agosto de 2010


Como estão todas vocês? Espero que maravilhosamente bem, e que esta terça-feira seja muito iluminada para todos nós.
Andei pensando muito nos últimos dias, analisando meus posts e seus comentários, e percebi que ando espalhando tristeza com minhas palavras, estou sempre com um discurso melancólico, infeliz e resmungão que não está me levando a lugar nenhum, apenas me trazendo mais tristeza. Ao ler os comentários de vocês, mais uma vez noto que têm toda a razão: desistir e desanimar jamais, pensar mais em mim, me cuidar, me amar e me valorizar estão entre as principais coisas que devo fazer da minha vida, não somente neste momento, mas para sempre.
Eu sempre me senti inadequada diante da vida e das demais pessoas, sempre acreditei que não merecia ser feliz porque não estava dentro dos padrões aceitáveis de beleza. Na minha cabeça doente, era correto e normal as pessoas me humilharem e me abandonarem, por eu ser gorda e feia. Sim, é loucura, eu sei. Mas fazendo terapia, são essas coisas que eu ando descobrindo por detrás dos meus fantasmas e traumas.
Eu sempre banquei a "descolada", que não está nem aí para nada e nem para ninguém, a crítica dura dos homens e suas atitudes sempre iguais, a mulher independente que não precisa de ninguém para ser feliz, mas todas essas faces são personagens que criei para esconder a minha verdadeira face de uma mulher insatisfeita com a sua própria vida e inconformada com os constantes fracassos de todos os seus relacionamentos amorosos.
Eu vivo da revolta de um passado. Eu respiro raiva, frustração e desejos de vingança. Eu sou como uma viciada em cinema: assisto o mesmo filme toda semana, e eles me causam as mesmas emoções fortes, como se fosse a primeira vez que estivesse vendo as cenas.
Porém, eu descobri que o problema não está onde eu achava que estava: eu acreditei fielmente por todos esses anos que a minha vida não dava certo porque eu sou gorda, mas desde que entrei na blogsfera light, conheci um monte de gordinhas bem resolvidas, bem casadas, profissionais de sucesso e muito felizes, e a teoria na qual me agarrava para viver caiu por terra. Eu fui obrigada a me despir do meu disfarce e me olhar minuciosamente, completamente nua. Eu vi o medo estampado na minha face, eu vi um desejo louco de ser aceita e amada gritando dentro de mim, eu vi uma menininha acuada num canto escuro, esperando alguém aparecer e convencê-la de que, sim, ela é merecedora de felicidade, ela pode mudar o rumo de sua história, ela pode escrever capítulos de alegria e sonhos. Eu sou essa menininha. Achei que já era uma mulher madura e preparada para a vida, mas descobri que não passo de uma menininha assustada e insegura.
Todos nós podemos ser bonitos, atraentes e agradáveis, não importa a forma física. "Quem ama o feio, bonito lhe parece" sempre foi um ditado que a minha mãe me disse, e hoje eu entendo suas palavras: gostar de outra pessoa está além de admirar seus atributos físicos: caráter, alegria, senso de humor, equilíbrio, amor-próprio são outros ingredientes que tornam o prato extremamente saboroso. Ninguém consegue convencer o outro só com um rostinho bonito e nenhum conteúdo.
Eu continuo me condenando por não ter o peso e as medidas dos padrões de beleza da sociedade, sem perceber que tenho qualidades importantes e relevantes para o mundo, que posso ser bonita com essa beleza mesmo que Deus me deu e uma boa dose de bom humor e alegria, que posso ser uma maravilhosa companhia, independente do manequim que uso, e que as pessoas que não gostam de mim por causa da minha aparência não merecem um minuto da minha atenção.
O fato de outros amores não terem dado certo na minha vida não significa que nunca encontrarei uma pessoa especial para dividir a vida. Ter sido abandonada no passado não significa que a culpa foi minha, que fiz algo de errado, apenas significa que não era a hora certa, nem a pessoa certa.
Aos 24 anos, quase 25, cheguei em um momento crucial da minha vida, até um pouco assustador: o caminho do autoconhecimento. Chegou a hora de deixar para trás velhos hábitos, abandonar comportamentos infantis e possessivos, respeitar as decisões das outras pessoas, mesmo que elas me machuquem, deixar sair da minha vida tudo aquilo que não me faz feliz, e isso inclui pessoas também. Chegou a hora de parar de me desabonar como pessoa só porque peso 80 kg. e tenho marcas de espinhas no rosto, me valorizar, me respeitar e me amar pela pessoa única que sou, esquecer todo o passado de dor e humilhação e escrever uma nova história. Chegou a hora de abandonar a posição de vítima, enxugar as lágrimas, recolher os cacos, jogá-los no lixo e construir uma nova vida, com novos caminhos e novas possibilidades. Chegou a hora de ser melhor do que eu fui ontem, mas sem tirar meus méritos sobre o que vivi até hoje. Chegou a hora de mudar a minha auto-imagem, levantar todos os dias com a fé renovada, passar uma boa maquiagem no rosto, escolher a melhor roupa e estampar um sorriso no rosto, porque atitudes positivas geram energia positiva, que se convertem em alegria.
Como diz minha mãe, "o pensamento gera o sentimento", por isso eu preciso parar de pensar nas coisas que me fazem mal, para não gerar sentimentos ruins, que só prejudicam a mim!
Eu não posso mudar o passado, mas posso aprender com ele e fazer melhor no presente. O futuro? A Deus pertence.

P.S.: Obrigada por fazerem parte deste meu longo e definitivo processo de mudança, esse blog tem feito muita diferença na minha vida.

Hoje eu acordei com vontade de ser feliz!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O segredo do sucesso é a paixão

Vejo milhares de pessoas, o tempo inteiro, buscando êxito em seus feitos. Todas as pessoas do mundo buscam o sucesso em suas vidas, o que muda é a dimensão do sucesso buscado. Enquanto um executivo busca, por exemplo, o sucesso em sua carreira, nós buscamos o sucesso em nosso emagrecimento.
Muitos palestrantes e consultores fazem deste assunto tema de suas exposições, tentam passar receitas e fórmulas mágicas para se obter sucesso, ganham rios de dinheiro com isso e, acredite, nenhuma dessas receitas funcionará para as outras pessoas que estavam lá assistindo, por um motivo muito simples: o segredo do sucesso é a paixão.
Você já esteve apaixonado alguma vez na vida? Já sentiu o rosto queimar de desejo? As pernas tremerem na presença da pessoa amada? Um tesão incontrolável, insaciável, insuportável? Uma urgência em estar com a pessoa desejada?
Se a resposta for sim para qualquer uma das opções acima, então você sabe exatamente do que eu estou falando. A paixão que nos move a fazer o possível e o impossível por aquilo que queremos. A paixão que nos faz desejar insistentemente algo e persistir obstinadamente para consegui-lo. A paixão que nos tira o sono e nos faz planejar, buscar, tentar, insistir. A paixão que nos mantêm vivos, com o coração pulsando e o sangue quente.
Dizem que querer é poder, mas só querer não é o suficiente. Tem que querer de verdade, de coração, como se fosse a única coisa que você, de fato, queira na sua vida. E mais ainda: é necessário, além do desejo, a atitude, porque nada cai do céu para ninguém: sem esforço, não há vitória.
Vencer não é uma receita de bolo: o que funcionou para o fulano, não necessariamente funcionará para você, por isso, busque seu próprio caminho. Você pode usar as pessoas como exemplo e inspiração, mas nunca como espelho. Cada caso é um caso, as pessoas não são iguais, e isso influencia muito no grau de sucesso de nossos feitos.
Pare de criar desculpas para os seus fracassos, porque o seu sucesso só depende de você. Pode ser que o esforço feito por você para atingir seu objetivo seja maior do que o de outras pessoas, mas não se aborreça com isso: quanto mais sangue, suor e lágrimas gastarmos, mais gratificante será a vitória, pois o ser humano tem o instinto natural de dar mais valor ao que é mais difícil de se conseguir.
E o mais importante: não desista jamais! O impossível é só uma questão de tempo e esforço para tornar-se possível.

Bom dia! Morro de saudades do meu cantinho! Dois dias sem postar já são demais para mim, não me aguento! Eu tenho internet em casa, mas postar nos finais de semana é mais difícil, porque a atenção é toda para o meu filho, e quando ele, finalmente, dorme, geralmente eu quero dormir também! rs
Como vocês estão? Espero que o fim de semana tenha sido espetacular! O meu foi bem tranquilo, no sábado fui visitar a minha irmã e ouvi o coraçãozinho do meu sobrinho(a). Eu vou ser titia, meninas! Isso mesmo: minha irmã está gravidíssima, de cerca de 2 meses! Rhian vai ganhar mais um(a) priminho(a), e eu estou muito feliz. Minha irmã é casada há quase 3 anos, e ser mãe era um sonho dela, que andava difícil de realizar, mas finalmente a hora dela chegou! Meu cunhado está felicíssimo, e vocês precisam ver como é bonitinho ele sentado ao lado da minha irmã fazendo carinho na barriga dela e conversando com o(a) filho(a) dele!
Um filho é sempre um acontecimento incrível, não importa em que circunstâncias, mas quando é planejado e desejado pelo casal, é ainda mais especial. É uma pena que alguns homens realmente não compreendam a mágica de gerar uma vida, que não consigam ser, pensar e agir como pais. Posso viver muitas coisas na minha vida, mas sei que essa é uma frustração que carregarei para sempre comigo: meu filho não tem o pai que eu gostaria que tivesse. Acho lindo pais presentes, que participam de tudo, que amam seus filhos incondicionalmente e fazem qualquer coisa por eles. Eu os admiro, respeito e reverencio. De verdade.
Mas a vida é assim mesmo, precisamos aprender a conviver com nossos fantasmas, transpor barreiras e nos superar, ir além do que parece possível.
Dizem que Deus não dá para a gente um fardo maior do que possamos carregar, e creio que a gente só passe por aquilo que tem que passar mesmo, que as coisas em nossas vidas não são em vão, acontecem para nos fazer crescer, para nos trazer algum ensinamento importante.
Não é fácil aceitar, mas é necessário. Não podemos controlar os sentimentos e pensamentos dos outros, é preciso aprender a deixar as pessoas seguirem seus caminhos, mesmo que não concordemos com suas atitudes.
Mas confesso que é muito ruim ver uma pessoa que amamos fazendo tudo errado, jogando no lixo oportunidades que nunca mais voltarão, desperdiçando a vida com coisas que não trazem felicidade, deixando para trás as coisas mais importantes de sua vida... enfim, não quero mais pensar nisso. Eu não quero mais pensar...

Boa segunda-feira para todas!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

...Atendendo a um pedido...

Dia desses, comentei em um blog que me arrisco a escrever poesias, e a Elaine me pediu que postasse aqui para que pudessem conhecer um pouco do meu "trabalho". Eu não costumo não atender pedidos dos meus amigos, então, aí vai...
Permita-me

Nós dois estamos aqui unidos por um mesmo desejo
Sina ou destino, não importa, nos seus olhos eu me vejo
No seu sorriso eu me permito viajar
Envolvo-me em seus braços sem ter medo de errar
Somos livres para cumprir os impulsos do coração
Estou aqui e quero somente seguir a sua direção
Somos duas almas unidas no desejo de se amar
Minha vida está resumida no brilho do seu olhar
Permita-me ser esta noite a sua maior realização
A luz que se acende nos seus momentos de escuridão
Permita-me te olhar nos olhos e dizer que te amo de verdade
E que a sua presença é o meu motivo de felicidade;
Permita-me esta noite que eu cale minhas palavras
Que eu atravesse os limites de nossas promessas
E que te faça acreditar na intensidade desse amor...
Permita-me ter você por inteiro
Sonhar sem ter medo de que o sonho seja passageiro
Entregar a você todo o meu sentimento
Elevar-me ao valor do seu contentamento
Viver o hoje e esquecer que o amanhã existe...
Creia no amor, creia hoje, agora e sempre no meu amor
Creia nas minhas palavras que soam nos seus ouvidos
Creia neste elo, que é tão forte e tão lindo
Creia nos meus olhos que te amam com fervor...
Permita-me ser o seu anjo de um céu infinito
Ser o seu segredo mais íntimo
Porque você é o único dono de tudo aquilo que sinto...
Permita-me esta noite que eu toque sua emoção
Que nossos corpos se encontrem em uma única sensação
Que eu me deixe render pelo seu olhar
Que façamos tudo o que o coração ordenar
E que seja eterno esse nosso dom de amar...
(Nathalia Peixoto)
Pesagem da semana


Não falo mais nada... 80,3 kg. e ainda tenho que agradecer a Deus que o peso não foi mais catastrófico, porque comi demais essa semana! Ando com problemas saindo pelas orelhas, e sou uma péssima administradora de problemas, então sempre que eles surgem, eu fujo! Geralmente, minha fuga é com a comida. Sei lá, quando eu como sinto um alívio momentâneo, é como se comendo eu pudesse me esquecer das coisas ruins. É um impulso muito forte que toma conta de mim, e eu não consigo me controlar! Quando vi, já passei da conta, já estou arrependida e já é tarde demais.

Há algum tempo não tenho um bom resultado no que diz respeito ao emagrecimento, e sei que a culpa disso é totalmente minha, por não estar me dedicando como deveria ao processo. Tenho que exercitar a minha força de vontade, ando deixando a vida me dar um monte de rasteiras e, pior do que isso, estou ficando no chão, sem reagir.
Os textos motivadores que escrevo neste blog (sim, são minhas palavras mesmo) são para convencer principalmente a mim mesma, são uma tentativa desesperada de modificar hábitos de anos, de mudar padrões de comportamento que estão enraizados em mim.
Mas eu juro que não está nem passando pela minha cabeça desistir da minha luta, eu só não sei exatamente como faço para retomar toda aquela empolgação que eu tava quando emagreci 12 quilos, logo no início do ano.
Conto com vocês para me reencontrar!
Bjus

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Mude o caminho

Você já tentou tudo o que podia para atingir seu objetivo, e nada deu certo. Cansado de tentar, frustrado por não conseguir o que tanto almejou, você se convence de que está desejando a coisa errada e simplesmente desiste.
Pare um minuto e reflita: talvez o errado não seja o que você deseja, mas o caminho que está trilhando para consegui-lo.
Fomos condicionados a acreditar que só existe um caminho para se atingir um objetivo, e se tentamos o tal caminho e não obtemos êxito, simplesmente perdemos a motivação. Incapazes de admitir nossa própria fraqueza diante da situação, culpamos a vida, Deus, as outras pessoas que nos cercam, a nossa sorte, etc etc e etc, por aquilo que queríamos não ter dado certo. Como se todo o mundo tivesse todo o tempo disponível para conspirar contra nós!
Achamos que Deus não quer que conquistemos aquilo que desejamos, maldizemos a sorte, achamos que não merecemos vencer na vida, e acabamos nos conformando com o fracasso.
Deus quer, sim, que todos nós realizemos todos os nossos sonhos e sejamos muito felizes, a questão central é que, talvez, estejamos seguindo o caminho errado na busca pelo que queremos.
Deus quer que você encontre um grande amor, mas pode ser que você esteja com a pessoa errada, acreditando ser seu grande amor, e não consegue enxergar mais nada além disso.
Deus quer que você tenha um bom emprego, mas talvez aquele que você quer não seja o melhor para você.
Deus quer que você seja muito feliz, mas as lágrimas e a dor fazem parte deste processo, e isso não significa que Ele não te ama, significa, apenas, que chegou a hora de amadurecer, aprender com os erros, chorar por eles e se fortalecer para dias melhores.
As coisas não acontecem no nosso tempo, mas no tempo de Deus e, embora achemos isso extremamente ruim, na verdade é ótimo, porque significa que elas somente acontecerão quando realmente precisarmos delas ou quando estivermos devidamente preparados para recebê-las. O grande problema é que a ansiedade que nos cerca não nos deixa raciocinar direito: perdemos tanto tempo querendo o que não nos cabe naquele momento, que deixamos de usufruir o que já temos e é de nosso direito.
Por isso, jamais deixe de sonhar. Nem todos os sonhos se tornarão reais, isso é fato. Entretanto, a graça de sonhar está jsutamente aí: não importa quão absurdo seja o seu sonho, não existe nada nesse mundo capaz de impedi-lo de sonhar.
Sonhos são pequenos projetos de vida que elaboramos em nossa mente, e eles nos dão força para buscar aquilo que se projetou. Se for o certo para você e você lutar por isso, impossível não acontecer, mesmo que demore. Os sonhos nos dão mais poder, pois, por sermos capazes de idealizar em nossas mentes toda e qualquer situação que quisermos, nos sentimos fortes para realizar aquele sonho no mundo real.
Se você tentou um caminho e ele não deu certo, tente outro, e mais outro, e outro. O que não pode, é desistir da caminhada. Mude o caminho quantas vezes for necessário, e evite a tentação de seguir sempre o caminho mais curto, porque o atalho pode ser mais rápido, mas nem sempre nos leva ao objetivo esperado.
Jamais desista daquilo que você quer. Não permita que obstáculos tirem você da corrida. Use-os como apoio para a subida, ou, quando não for possível, como aprendizado de como ser cada vez mais forte e mais superador. Um mundo inteiro espera por você do outro lado da linha de chegada.


Boa tarde, meus amores! Dias de loucura total e completa. Muito trabalho, muitos assuntos da faculdade (a reta final é sempre a mais difícil), filhote com febre, vômito e diarréia, provavelmente causados pelo nascimento de novos dentinhos, estou um pouco cansada de trilhar a minha estrada, mas só parei para beber uma água, não desisti do caminho, não.
A minha vontade hoje era de postar um monte de desabafos e reclamações, mas eu optei por escrever um texto de força e otimismo, quem sabe o universo não o leia e não o converta em energia positiva para mim? rs
Eu sei que eu posso suportar tudo o que está acontecendo na minha vida, e é justamente por isso que elas estão acontecendo para mim. Ando fazendo das minhas dificuldades as minhas motivações, e quanto mais triste eu fico, mais sonhos de um futuro melhor eu projeto na minha cabeça. Eu vou vencer a vida pelo cansaço: vou lutar tanto, mas tanto pelas coisas que eu quero, e sem desistir, que tudo virá!

"Não há vitória sem esforço!"



Beijos para todos!

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Medo do Futuro

Hoje pela manhã, a caminho do trabalho, me peguei pensando em um assunto que sempre foi o grande temor da minha vida: o que será do meu futuro?
Passei 4 anos da minha vida rezando para a faculdade terminar logo, e agora que estou há menos de 3 meses do meu sonho realizado, bateu uma insegurança fortíssima. O que eu vou fazer da minha vida depois que terminar a faculdade? Será que vou perder os amigos que fiz? O que vou fazer com as noites desocupadas, além de cuidar do meu filho?
Sabe, desde criança, não sei explicar especificamente o por quê, sempre tive pavor da solidão. Acho que é por isso que sempre fui obcecada por relacionamentos amorosos. Sabe aquela coisa de você olhar para uma pessoa que nunca se casou e sentir pena dela? Você não conseguir imaginar como é sua vida, que é impossível ela ser feliz assim, e todo aquele blá blá blá que a sociedade nos enfiou goela abaixo? Pois é. Essa sou eu. Absorvi grande parte do discurso sobre padrões que ouvi o tempo todo, desde pequena. Absorvi e apliquei à minha própria vida.
Para as pessoas que pensam como eu, acreditem se quiser, eu conheço pessoas que são felizes sozinhas, que vão ao cinema sozinhas, que viajam sozinhas, que se divertem sozinhas. E sabe por que elas são felizes? Porque se amam o suficiente para se bastar! Gostam da companhia de outras pessoas, é claro, mas se não tiverem uma companhia, não se deprimem por causa disso. São pessoas que não se preocupam nem um pouco com a opinião alheia, que não colocaram nas mãos de ninguém a responsabilidade por sua felicidade, que correm atrás do que querem e que vivem a vida intensamente. Simplesmente admiro-as demais, por sua força, determinação e, principalmente, um amor-próprio incondicional.
Sei que não estou mais sozinha nunca mais nessa vida, pois tenho um filho lindo que está sempre comigo, mas ainda assim, tenho medo de não conseguir fazer a coisa certa para ele, de não ser a mãe que ele merece, de magoá-lo de alguma maneira.
Quanto ao meu emagrecimento, sempre me lembro de uma coordenadora do Vigilantes do Peso que dizia que não devemos associar nossa felicidade ao emagrecimento, pois isso pode ser muito frustrante. Por toda minha vida, acreditei que grande parte dos meus problemas estavam ligados ao meu excesso de peso. "Quando emagrecer, as pessoas vão prestar atenção em mim, vão me amar, vão me admirar, vão me respeitar" - eu sempre pensei isso, e hoje tenho medo de chegar ao meu objetivo final e perceber que meus problemas não tinham nada a ver com a gordura, e sim com a minha maneira de encarar a vida e as pessoas. Olha, são coisas que passam pela minha cabeça que nem Freud explicaria... rs
Eu estou com medo, confesso. Medo de um futuro incerto, medo do amanhã, medo da solidão. Vez ou outra essa sensação me invade e eu fico me sentindo assim, meio perdida.
Gostaria que vocês deixassem nos comentários o que pensam sobre suas vidas, quais os seus medos, seus anseios e seus desejos para o futuro, para eu saber se sou somente eu que vivo essas ansiedades constantes em relação à vida, ou se todos somos bastante parecidos neste aspecto. Ficarei muito feliz em saber um pouco mais sobre cada uma de vocês (fora o que eu descubro lendo o blog, é claro).

Que seu dia seja lindo!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

...Ah, o fim de semana...


Bom dia, meninas! (quase boa tarde, né? rs)

O fim de semana foi muito bom, curti demais meu filho, além de ter passeado bastante. Tive duas festas para ir e, infelizmente, em minha cabeça ainda de gorda, festa = comilança. Eu comi tanto, mas tanto, que consegui converter o inchaço da "visita desagradável" em quilos. Sim, eu estava inchada. Agora, estou uma porca gorducha mesmo rs.
Nesse fim de semana senti os efeitos negativos da gordura com muito mais intensidade do que de costume. Tomada pela TPM, não havia uma roupa que eu vestisse e não me sentisse um elefante. É nessas horas que eu penso o quanto o esforço do emagrecimento vale à pena, não aguento mais tirar todas as roupas de dentro do guarda-roupa para encontrar uma que fique menos feia! Acabei optando pela cinta embaixo da roupa, senão eu iria entrar em depressão e nem sairia de casa... rs
Às vezes, quando penso em quanto peso tenho para perder, dou uma desanimada, acho que está tudo muito longe e que eu não vou conseguir. Mas depois eu me lembro do quanto é ruim ser gorda, as pessoas me olhando com aquelas caras de pena, as roupas que não cabem, a vergonha nas lojas porque nenhum número me serve, o cansaço, os problemas de saúde causados pela obesidade, a falta de ânimo e vigor físico para brincar com meu filho e me convenço de que, sim, vale a pena, nem que demore 20 anos!

A parte boa de toda essa comilança do fim de semana é que não vou fazer questão de frituras e doces pela semana inteira, de tão enjoada que já estou disso. Como não poderia ser diferente, o resultado de tanta comida foi uma dor de estômago hoje, que está me incomodando até agora (bem feito pra mim de novo! rs).
Estou caminhando a passos lentos nessa luta contra a balança, mas a boa notícia é que continuo andando, não importa em que passo. Emagrecer é um processo doloroso e difícil, há dias em que enche o saco comer salada e frango grelhado, que dá preguiça de caminhar, que a vontade de se acabar nos doces e que a comilança desregrada é maior do que a sua disposição para emagrecer, que o descontrole chega e não dá para evitar, mas é também um caminho que leva a muitas alegrias e vitórias, afinal, existe comida que seja melhor do que subir na balança e ver 1 quilo a menos? Vestir aquela calça que não lhe cabe há anos, e conseguir fechar o zíper? O esforço vale a pena, sim. E eu ainda tenho fé e certeza de que logo, logo serei eu postando um "antes e depois" bem legal: o meu, com 34 kg. eliminados!

Boa segundona a todas, e se caiu no final de semana, hoje é dia de RECOMEÇO!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Gordo também é gente

Passeando pela internet, não pude deixar de ficar indignada com esse assunto. Mariah Carey chegou ao Brasil para participar da Festa do Peão de Barretos, e as pessoas, ao invés de comentarem sobre a talentosa cantora que ela é, já iniciaram as críticas acerca de sua forma física.
Uma das críticas mais ridículas que vi, foram dessa jornalista da Globo, Renata Capucci formadora de opinião:

Isso é forma de falar a respeito de uma pessoa? Não sou fã de Mariah Carey, antes que me perguntem. Não a estou defendendo como artista, embora a ache talentosa, estou defendendo-a como pessoa, que, gorda ou magra, continua sendo a mesma pessoa, a mesma cantora de sucesso, e com a conta bancária repleta de dinheiro.
Para começar, na minha opinião, uma pessoa que escreve uma coisa dessas no Twitter está querendo holofotes, chamar a atenção em cima do nome dos outros, criar polêmica em cima de um assunto muito comentado para ter seu nome divulgado. É a minha opinião pessoal sobre essa jornalista.
Ela tem todo o direito de pensar o que quiser sobre a forma física da cantora, mas escrever isso num microblog para milhões de pessoas lerem, comentarem e espalharem em sites de notícias é uma coisa extremamente desagradável. E, assim como ela reclama seu direito de se expressar, por que então bloqueou as pessoas que a criticaram?
É ridículo rotular as pessoas, criticá-las por sua forma física. E daí que ela é uma pessoa pública? Só por isso tem que pesar 40 quilos e estar sempre impecável?
Gordo também é gente e merece, acima de tudo, o devido respeito. É absurdo ofuscar o talento de uma pessoa com um assunto tão banal como esse. Cada um tem o corpo que quer, come o que quer, faz o quer da sua vida, e nem por isso deixa de ser uma pessoa.
Por acaso, algupem sabe as causas de Mariah Carey ter engordado? Pode ser uma gravidez, pode ser uma depressão, pode ser uma compulsão. Que mania mais ridícula de tratar todos os gordos do planeta como pessoas comilonas e preguiçosas. Só as pessoas que lutam contra a balança sabem o quão fácil é engordar e o quão árduo é emagrecer.
Portanto, críticos de plantão, antes de saírem por aí falando mal dos outros, denegrindo a imagem das pessoas, debochando e colocando apelidos pejorativos, parem e pensem que ninguém é gordo porque quer.
Por favor, vamos parar de julgar as pessoas pelo quanto elas pesam, isso não é indicador de caráter! Observem as pessoas por outro ângulo! Ou, então, permaneçam com essa mentezinha medíocre e fechada, apenas não reclamem quando só encontrarem pessoas fúteis por seus caminhos. Quem só vê cara, não vê coração!

...Mais do mesmo...

Sabe, às vezes tenho a impressão de que estou sempre falando a respeito dos mesmos assuntos, que minha vida gira em torno, sempre, das mesmas coisas. Há dias em que isso não me incomoda nem um pouco, mas há outros em que fico profundamente irritada com isso, como hoje, por exemplo.
Lembrei-me das palavras do pai do Rhian em um passado não muito distante, quando ainda namorávamos: "Você nunca tá satisfeita, nada nunca é suficiente para te fazer feliz!" - e fiquei muito p. da vida ao perceber que, sim, ele tinha realmente razão.
Quando eu era mais nova, achava que o problema da minha vida se resumia em encontrar alguém que me amasse e ser feliz ao lado dela. Hoje, vejo que a coisa é muito mais complexa do que eu pensava. Não importa quantas pessoas que me amem eu encontre pelo mundo, eu nunca vou me sentir verdadeiramente amada. Não importa quantos quilos eu emagreça, eu nunca vou me sentir magra. Eu descobri o grande problema da minha vida, e estou aterrorizada com ele: a verdade de tudo, a raiz do problema, está no fato de que eu mesma me odeio. Sim, eu odeio a minha imagem refletida no espelho, eu me acho feia, eu me sinto inferior às demais pessoas, eu não acredito no meu próprio potencial. A verdade é que jamais botei fé em mim mesma, e acredito que todas as pessoas me enxergam com os mesmos olhos que eu me enxergo.
Eu fugi do problema por todos esses anos, porque eu não queria admitir meus próprios sentimentos negativos em relação à minha pessoa. Por nunca me sentir feliz, passei a criar situações na minha cabeça, onde afirmava que, no dia que tal coisa acontecesse, eu seria feliz.
"Quando eu arrumar um namorado, eu serei feliz" - tive alguns envolvimentos amorosos (nem muitos e nem poucos, o suficiente para compreender o meu padrão de comportamento), e todos esses homens me trataram da mesma maneira, foram negligentes, me abandonaram. Mas nem mesmo na fase boa do namoro, eu me sentia feliz.
"Quando eu emagrecer, eu serei feliz" - ao longo da minha vida, já engordei e emagreci muito, pelo menos umas 3 vezes, mas mesmo quando eu estava magra, nunca me senti feliz. Porque eu me olhava no espelho e continuava me sentindo gorda, continuava me sentindo feia e sem valor.
"Quando eu mudar de emprego, serei feliz" - desde que comecei a trabalhar, em 2004, já mudei de emprego 3 vezes, e em nenhum deles eu me senti feliz.
"Quando eu fizer faculdade, eu serei feliz" - estou há 2 meses e meio da realização de um dos meus maiores sonhos, que é a formatura na graduação de Administração de Empresas, e eu continuo não me sentindo feliz. Acho que não vou ter capacidade de exercer a minha profissão, que não vou conseguir arrumar um bom emprego, mudar de padrão de vida etc.
"Quando eu tiver meu filho, serei feliz" - Rhian nasceu há 1 ano e meio, e confesso que o choque se deu logo no nosso primeiro contato. Ele estava ali, lindo, saudável, perfeito, nos meus braços, e eu continuava sentindo um vazio enorme dentro do meu peito. Eu tive uma depressão muito séria após o nascimento do meu filho, como se tudo que eu evitei sofrer durante a gravidez, para poder seguir o caminho sem hesitar, tivesse vindo à tona após seu nascimento. Meu coração estava cheio de amor por ele (e ainda está) e eu me sentia maravilhada por ele existir (e ainda me sinto!), mas aquele vazio não saiu de mim! Eu achava que ele ia mudar a minha vida, meus sentimentos e minhas ações da noite para o dia, e fiquei um pouco frustrada ao perceber que, não, ele não tinha aquele poder e, muito menos, aquela obrigação.
Hoje eu sei porque nada disso me trouxe felicidade: porque ela não está ligada a uma situação especificamente, ela vem de dentro de nós, é o nosso estado de espírito que nos condiciona a ver felicidade em todas as outras coisas de nossas vidas.
Como alguém que odeia a própria imagem pode ser feliz? Como alguém que não se ama, não se respeita e não se valoriza pode ser feliz? Como alguém que tem pena de si mesma pode ser feliz?
Quando não nos amamos verdadeiramente, atraímos para nossas vidas diversas pessoas que também não nos amam, e vão nos fazer sofrer. Quando nos tratamos mal, encontraremos em nosso caminho muitas pessoas que nos tratarão mal também. Mas elas não farão isso porque são, de fato, más. Elas farão isso, porque estão se espelalhando na maneira como você mesmo se trata.
Eu descobri que enquanto eu não me amar verdadeiramente, intensamente e profundamente, nada será bom o suficiente para mim, mas não porque eu seja exigente, porque isso eu não sou nem um pouco, não sou nem o mínimo que um ser humano deve ser, mas porque nada preenche meu vazio. Essa dor que eu sinto, só eu mesma posso curar. Nãso tem nada a ver com ninguém, e nem com nada, tem a ver com questões mal resolvidas dentro de mim.
Eu passei todos esses anos da minha vida buscando por um amor que hoje eu sei que eu só posso encontrar dentro de mim. Eu passei a vida inteira buscando pelo meu próprio olhar, procurando ter aprovação de mim mesma. Eu culpei pessoas pela minha dor e pelo meu fracasso, para hoje saber que a única culpada sou eu mesma... estou triste comigo mesma, porque, por mais que eu tente mudar, sempre acabo cometendo os mesmos erros. Eu continuo descontando a minha raiva de mim mesma e do mundo na comida. Eu continuo me sentindo o patinho feio do universo. Eu continuo amando pessoas que não merecem o meu amor. Eu continuo me importando com a opinião alheia. Eu continuo me negando a ver a pessoa que sou de verdade. Eu continuo achando que não mereço ser feliz. Por que eu continuo me privando da minha própria vida? Como todo ser humano, eu tenho o direito e o dever de ser feliz, de não passar nessa vida em branco. Então, por que eu continuo fazendo isso comigo mesma? Por que eu me odeio tanto, meu Deus? Por que...
Eu não tenho mais palavras para dizer ao meu próprio coração, mas eu continuo tentando. Eu não quero me deixar vencer, eu não quero desistir de tudo novamente e me entregar à dor, porque eu já sei o quão escuro é este caminho. Mas, sabe, tem dias que eu me canso de toda essa idiotice. Eu só quero ser uma pessoa comum, ter sentimentos comuns, viver relacionamentos comuns e ter uma felicidade comum. Não quero mais viver escrava da auto-imagem que criei.
Aconteceu comigo também...

Andei vendo essa reclamação em alguns blogs, e agora ela é minha também: fiz a RA direitinho essa semana e, tcharannnnn... engordei meio quilo! Sei que estou inchada por causa da visita desagradável que vou receber logo, e que esse peso representa somente esse inchaço, mas, mesmo assim, fiquei triste... fazer o quê, né? Bola pra frente.

Eu peço desculpas pelo dramalhão mexicano, mas sempre que escrevo aqui essas coisas ruins que sinto, é como se as exorcizasse dentro de mim. Sei que um dia elas vão embora e eu serei a pessoa normal com que tanto sonho.

Tenham um excelente dia!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

"E deixa a vida me levar..."

Meus amores, como vão todas vocês? Espero que maravilhosamente bem!
Já agradeceram a Deus hoje por todas as coisas maravilhosas e espetaculares que vocês têm em suas vidas? Sabe, a minha psicóloga me disse que eu devo fazer isso ao invés de ficar reclamando da vida, e desde que coloquei essa prática na minha vida, passei a me sentir mais feliz e tranquila. Bons pensamentos geram boas vibrações, que geram boas atitudes! Estou feliz com a paz de espírito que tenho sentido, o que é muito raro na minha vida! Para uma pessoa ansiosa 24h por dia, estar há 2 sentindo-se em paz é simplesmente espetacular.
Momento confissão: ontem à noite, tive uma crise de compulsão muito forte e me acabei de comer quando cheguei da faculdade. Fiquei arrasada com a minha atitude, mas, diferente do que sempre fazia, hoje retomei a R.A. de maneira perfeita. Estou começando a sentir as boa mudanças chegando a minha vida. Estou feliz demais com isso, e sinto que estou no caminho certo. Devo admitir que esse blog tem me ajudado muito na minha luta, pois eu vejo exemplos de pessoas que conseguiram, eu leio comentários de incentivo, elogios e torcida, eu leio os posts de vocês e me distraio, me esquecendo da comida e da minha ansiedade constante, eu coloco a cabeça para pensar ao escrever postagens para que vocês leiam. Só posso agradecer muitíssimo, o apoio de vocês tem sido fundamental no meu processo de mudança. Vocês são como as flores na beira de uma estrada: não tornam o caminho mais fácil, mas o tornam mais colorido, belo e prezeiroso! Muito obrigada!
Hoje a R.A foi sensacional, só não fiz a caminhada porque estou muito gripada e não consegui beber os 2 litros de água. Mas estou me segurando bem por aqui! Amanhã retomo as caminhadas, prometo!
Para vocês terem uma ideia do frio que está fazendo por aqui, dá uma olhada nas roupas que tenho usado...rs
Que a noite de vocês seja ótima. Estou na faculdade, tendo uma aula chatíssima, e só não está insuportável, porque estou postando aqui para vocês!

"Se você pensar que pode ou que não pode, de qualquer forma você estará certo" (Henry Ford).

Bjus

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Frio do Caramba!

Finalmente estou conseguindo postar! Que frio é esse, hein, pessoal? Eu simplesmente não aguento mais! Todo santo dia acordar cedo com essa friaca, tomar um banho quase congelante, não sentir as mãos quentes em nenhuma hora do dia... ai, meu Deus! Manda um sol, por favor! rs
Fiquei em off dois dias, morro de saudades, o problema é que às vezes não dá tempo de vir mesmo! Domingo foi a Festa de Dia dos Pais da escola do Rhian e reunimos nossa "família" (eu, Rhian e seu pai) e fomos lá passar frio! Conversei com uma das professoras do Rhian, e ela me disse que ele é muito comunicativo, fala tudo com muita clareza e se diverte muito na escola. Fiquei muito feliz por saber que ele já está 100% adaptado e, acreditem, a escolinha está fazendo muito bem a ele. Foi um dia divertido, é bom estarmos unidos em prol do nosso filho, fico feliz que consigamos ser civilizados.
Na segunda-feira, amanheci passando mal. Enjôo, dor de cabeça, dor estômago... resultado do cheese burger com batata frita e coca-cola da noite de domingo... bem feito pra mim, né? rs
Vomitei pra caramba, fiquei mal mesmo, só vim trabalhar a tarde e mal tive tempo de respirar. Só fui melhorar à noite, mas até no meio das coisas ruins surgem algumas boas: a balança acusou 1,5 kg. a menos por causa desse mal estar! É claro que eu detesto vomitar, mas já que estou sendo "obrigada", que pelo menos me traga algum benefício... huahuahuahua
Ah, não posso me esquecer de contar que ontem recomecei as minhas caminhadas de 40 minutos por dia. Sei que não é muita coisa, mas é o que cabe dentro da minha rotina, e sei que vai me ajudar. Com esse frio dá aquela preguicinha, mas eu vou persistir!
Meninas, gostaria de dividir um aborrecimento profissional com vocês. Estou tão fula da vida que não posso deixar passar em branco. Eu trabalho na área de Pesquisa Salarial de uma universidade, e meu chefe está fazendo Mestrado aqui. Vocês acreditam que ele anda me passando trabalhos dele para fazer, como se fosse meu trabalho rotineiro? Ah, tenha santa paciência, né? Por acaso, alguém faz algum trabalho meu da faculdade pra mim? Não! Ele está me pagando a mais para isso? Não! Então, ele que vá procurar outra trouxa. #prontofalei. rs

Desabafo feito, preciso contar uma que meu filho aprontou:
No sábado, enquanto eu estava na internet terminando um trabalho da faculdade e postando no blog, o Rhian acordou e, sempre que ele vê o notebook, já fala "Galinha Pintadinha". As mães que tem filhos pequenos sabem exatamente do que eu estou falando. Às que não tem filhos ainda ou os filhos já estão maiores do que elas, eu explico: são uma série de clipes com aquelas musiquinhas da nossa infância (Borboletinha, O Sapo Não Lava o Pé, e outros clássicos rs), disponíveis no youtube, e as crianças adoram!
Enfim, coloquei um monte de clipes para ele assistir, repeti milhares de vezes, mas quando eram umas 23h, eu julguei que estava na hora de ele ir dormir, então, quando ele pediu pela "galinha pintadinha", eu disse que ela estava dormindo.
Eis que ontem de manhã, assim que ele acordou, pedi para ele cantar a música da Galinha Pintadinha pra mim, e sabe o que ele respondeu? "A galinha deitou na cama, mamãe!". Eu aguento uma coisa dessas? Hã? Eu ri muito, mas muito mesmo. Menininho espertinho! Tava com preguiça de cantar e vem com essa conversa de que a galinha tava dormindo, a mesma conversa que passei nele no sábado! rs
Esses pequenos dão trabalho, viu, mas deixam a vida da gente muito mais alegre e colorida! Sou uma mamãe muito feliz, já disse aqui que foi o meu filho que me fez querer iniciar mudanças drásticas em minha vida, e continua sendo por ele o fato de eu não desistir, mesmo com os deslizes que cometo de vez em quando. Deus sabe muito bem o que faz: me mandou esse menino para me ensinar muitas coisas, para me fazer amadurecer e aprender a valorizar as pequenas coisas da vida.
A felicidade está nos pequenos gestos, nos sorrisos trocados no decorrer do dia, em um email recebido, em um abraço caloroso, em um beijo carinhoso, em uma visita surpresa, e não em um fato-chave grandioso, como esperamos. Olhe ao seu redor: você está cercado de felicidade por todos os lados, basta aprender a mudar o seu olhar!

Tenham um lindo dia!



sábado, 14 de agosto de 2010

Pesagem da Semana


Boa noite a todas! Tudo certinho com vocês? Hoje é o dia da primeira pesagem do Desafio de Natal e eu confesso que me surpreendi. Não ando um grande exemplo de menina no que diz respeito à R.A., mas não é que mesmo assim eu emagreci 900 gr.? Tô feliz, viu! rs
Quero voltar a fazer tudo certinho, igual no começo, pois andei fazendo uma conta e confesso que fiquei animada: se eu emagrecer 4 quilos por mês, o que é o mínimo que se pode eliminar com uma R.A. perfeitinha, até o fim do ano estou 16 kg. mais magra, totalizando 24 kg. eliminados, ou seja, pesando 64 kg. É ou não tentador?
Meninas, quero poder conseguir! Eu uso a comida como fuga, parece que algo dentro de mim não me deixa emagrecer, porque não vai saber conviver sem a gordura para se esconder, mas eu quero vencer esses males e emagrecer, ficar de bem com a minha imagem e com o espelho de uma vez por todas! Eu vou lutar até o fim, nem que leve a vida inteira para vencer essa briga!



Meu incentivo maior é você!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Minha vida

Hoje minha vida está completando um ano e seis meses. Desde o dia em que descobri que estava grávida, algo muito importante mudou dentro de mim. Eu descobri um amor incondional, que ultrapassa os limites da dor e da eternidade. Eu compreendi o valor de uma vida. Eu conheci a alegria única e incomparável de gerar um ser humano e acompanhar o seu desenvolvimento. Eu aprendi a lidar com a dor de um amor perdido para renascer no meu filho. Eu me despi de toda a hipocrisia que existia em mim, para me tornar uma pessoa melhor para ele. Eu aprendi a ser forte para nos manter vivos. Eu aprendi a sorrir mesmo querendo chorar e, dessa forma, eu me convenci que estava, de fato, feliz. Eu fui obrigada a olhar para dentro de mim, jogar fora as coisas velhas e me reinventar. Tudo isso por um amor que vale a pena sentir, por um amor que não tem começo e nem fim, que me fez entender o sentido da vida e me faz lutar por dias melhores.
Hoje eu posso dizer que sou feliz, porque eu tenho ao meu lado um anjo, que me alegra com seu sorriso, que me faz rir com suas palavras, que me faz carinho enquanto durmo. Nunca mais eu estarei sozinha, e isso me traz uma paz ao coração.

RHIAN, VOCÊ É TUDO NA MINHA VIDA, EU TE AMO DEMAIS!

Boa noite, meus amores! Como vocês estão? Espero que bem. Somente agora estou conseguindo postar, passei o dia inteiro fazendo o trabalho que tinha que entregar hoje, e é com muito orgulho de mim que informo que ele ficou pronto. Ok, jamais vou perdoar por ter me esquecido completamente de fazer a conclusão, mas já conversei com o professor e ele deixou mandar amanhã, já escrevi o texto, só falta digitar, formatar e mandar. Minha dupla vai fazer esse serviço. Finalmente pude vir ao meu cantinho matar a saudade de vocês.
Estou cansada demais, a semana foi bem agitada, e um pouco triste, com umas ideias ruins na cabeça, mas vai passar, eu tenho certeza. Às vezes, eu me sinto injustiçada pela vida, pois nada de novo acontece comigo, e, quando acontece, geralmente são coisas não muito agradáveis.
Não vou escrever muito, estou com soninho e amanhã tenho que acordar cedo.

Beijos a todas!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O tempo de ser feliz é agora!


O tempo de ser feliz é agora, então, o que você ainda está fazendo aí sentado ao lado dos seus medos, traumas, temores e frustrações? Um mundo inteiro te aguarda lá fora, e não se importa com o seu passado. Ele te quer livre, ousado, "lúcido e louco", vivendo cada dia intensamente, como se fosse o único e o último da sua existência.Não espere mais. Hoje pode ser a última chance de beijar a quem você ama, de dizer a quem você ama o quanto ama, de rir até a barriga doer, de contemplar um pôr do sol, de fazer uma viagem não-planejada, de se apaixonar perdidamente, de rolar no chão com seus filhos. Amanhã pode ser tarde demais. O tempo passa e as coisas mudam. Envelhecemos e o tempo cala os desejos. A experiência e a maturidade nos impedem de cometer desvarios. Vamos nos acostumando com a estabilidade, e nos apaixonamos por ela. Que histórias vamos contar aos nossos filhos e netos?Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Ouse, enlouqueça, solte-se. Quem disse que você não pode usar aquela minissaia só porque está com uns quilinhos a mais? Quem disse que você não pode ser linda e sexy? Onde está escrito na lei que só as mulheres magras são atraentes? Não espere emagrecer para ser feliz. O momento de ser feliz é agora, porque a beleza não depende somente do seu corpo: depende da sua alma, do seu caráter e da sua maneira de enxergar o mundo.
Enxergue-se. Você pode ser maior e melhor do que já é. E não deixe, nunca, jamais, de correr atrás dos seus sonhos e projetos. Você pode tudo, é só querer. Acredite, luta, vença e faça bom proveito do seu prêmio, pois você merece.

"O objetivo vai ser alcançado se conseguirmos olhar para dentro de nós mesmos e seguir em frente. Se alguém espera mais um milagre. Ah!!! Nós gordos sempre esperamos por um milagre. Lamento informar que o único caminho que encontrei para ficar com o corpo que sempre sonhei é de muito trabalho, humildade para reconhecer as próprias limitações e é claro, a consciência de que não importa o quanto eu pesar, serei gorda pelo resto da vida. Uma gorda sem auto preconceito. Gorda em recuperação".
(Mirella Ciarlini - Magra? Não, gorda em recuperação)

Boa tarde, estrelinhas do meu céu! Como vocês estão hoje? Eu estou quase louca com tanto trabalho, mas reservei um tempinho para vir visitá-las, senão eu não suporto a saudade. Amanhã entrego o tal trabalho que está me enlouquecendo, e então vou ficar mais tranquila. Estou daqui mandando muitas energias positivas para todas vocês, para que tenhamos dias maravilhosos.
Espero que gostem das palavras com as quais iniciei o post, ando tentando treinar minha mente para as coisas positivas, para ver se o rumo da minha vida muda!

Um grande beijo!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Revigorada

O que seria da vida se tudo fosse somente flores? Acho que não teria graça viver. Andei pensando sobre o sentido da vida, e cheguei à conclusão de que tudo é um grande aprendizado. Estamos aqui para aprender a lidar com os nossos medos, para superar limites, para vencer barreiras, para ser maior e melhor como pessoa a cada dia que passa, para aprender com os próprios erros, para tentar de novo, e de novo e mais uma vez se for necessário, para aprender a viver intensamente, e não a sobreviver, como a maioria de nós faz todos os dias.
Os dias de escuridão virão, é inevitável. Mas, assim como a natureza, podemos a ter certeza de que o sol voltará a brilhar, não importa quanto tempo isso demore.
Somente eu posso mudar o rumo da minha história, e não adianta querer me convencer de que hábitos são coisas difíceis de serem mudados, estou enganando apenas a mim com esse discurso. As missões da minha vida ninguém pode cumprir por mim, os meus sonhos só eu mesma posso realizar, persistindo na busca e agindo adequadamente para que eles aconteçam.
Eu poderia ter nascido sem qualquer tipo de tendência a engordar, mas não tive essa sorte. Diante de tudo isso, eu tenho dois caminhos a seguir: lutar bravamente para emagrecer e me manter magra, ou maldizer a minha sorte, colocar na cabeça que sou gorda mesmo e ponto final e me acabar de comer. É claro, o segundo caminho é muito mais fácil de ser seguido, principalmente porque comer é muito bom e, no meu caso, é um grande vício, mas será que é o caminho que vai me fazer feliz? Será que me conformar em ser uma gorda é o que eu quero para a minha vida? É claro que não!
Não é fácil reduzir as quantidades de comida ingeridas, principalmente se a comida torna-se um refúgio para as dores da alma, mas também não é fácil ser gordo. Pense em todas as dificuldades e restrições que a gordura já lhe trouxe até hoje: humilhações, dores pelo corpo, não conseguir comprar as roupas de que gosta porque elas não cabem, cansaço excessivo, sonolência, autoestima destruída... o que é mais difícil, no final: fechar a boca ou continuar vivendo a mesma situação todos os dias? Sofrer tentando emagrecer ou deixar que a dor silenciosa da obesidade me consuma todos os dias?
Eu estou aqui tentando mais uma vez, e vou tentar quantas vezes forem necessárias, até eu conseguir. Após a Flavia me deixar um recado ontem dizendo que eu poderia participar do Desafio de Natal, um ânimo novo tomou conta de mim. Senti vontade de testar meus próprios limites, de chegar onde jamais cheguei, de calar as pessoas que não acreditam que sou capaz de conseguir emagrecer.
Ao chegar em casa ontem, eu preparei alimentos lights para trazer ao trabalho hoje, e até agora, segui tudo à risca. Minha meta para dia 10 de setembro é 76 kg., ou seja, preciso eliminar 4,5 kg. em um mês, então, mãos à obra!
Além disso, estou trabalhando também no meu projeto "Comprar um carro", e estou me organizando para economizar. Sinceramente, eu não sei o significado dessa palavra, pois ela nunca existiu no meu dicionário, sempre fui uma gastona assumida e orgulhosa, e minha mãe até deu risada ontem quando eu disse a quantia que pretendo guardar por mês até o fim do ano, mas foi justamente o fato de ela duvidar de mim que me fez sentir ainda mais vontade de cumprir o plano que preparei. Sinceramente, já fui mais preocupada com a opinião das pessoas a meu respeito e com o fato de elas não botarem fé em mim, mas hoje sei que a única pessoa que realmente precisa botar fé em mim para que eu consiga algo sou eu mesma. E eu estou me dando mais uma chance. Eu tenho muito crédito ainda comigo! rs
Se eu tenho capacidade de fazer algo que eu quero, por quê não fazê-lo? É difícil? Sim, com certeza, mas quem disse, algum dia, que seria fácil? A vida não é fácil para ninguém, as únicas coisas que mudam da vida de um para a vida de outro são o grau de dificuldade e a maneira de enxergar essa dificuldade. Aprendi em administração que uma ameaça sempre pode se tornar uma oportunidade, basta saber trabalhar com ela. Então, eu decidi que vou transformar todas as "ameaças" da minha vida em oportunidades de crescimento e mudanças positivas.
Pode ser que amanhã eu poste um texto triste e desanimado novamente, que eu me entregue de novo à comilança ou que eu maldiga a minha sorte mais uma vez, mas eu descobri que o mais importante não é ser perfeito e cumprir à risca tudo aquilo que nos impomos, mas sim jamais desistir. E se tem uma coisa nessa vida que eu sei que eu sou é BATALHADORA!

Dica do dia:

Meninas, vale a pena conhecer esse site, eu vi, gostei e recomendo:
Com certeza vocês não vão se arrepender, principalmente se lerem o livro-tema. É muito bom!
Obrigada pela força de sempre. Vocês me inspiram todos os dias a continuar trilhando o caminho do bem.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Orgia Alimentar

Meninas, boa noite! Eu já não sei mais o que fazer comigo mesma: entreguei-me por completo à comida desde sexta-feira, e não estou conseguindo parar. A balança saltou de 78,7 kg. para 80,5 kg. e se eu não tomar uma atitude, ela vai subir ainda mais.
Sei que isso não é desculpa, mas estou muito nervosa e ansiosa nos últimos dias, e estou descontando na comida, porque ainda não aprendi a agir de outro modo, a desviar a minha atenção para outras coisas. Neste exato instante eu acabei de comer que nem uma louca, um monte de coisas calóricas, das quais eu não precisava e o pior: eu sequer estava com fome. Estou bastante admirada com a minha capacidade absurda de comer tanto em tão curto espaço de tempo.
  • Estou muito tensa com a faculdade, tenho trabalhos que não acabam mais.
  • As notas das P1's estão saindo e a minha situação está um tanto crítica.
  • Estou constantemente ansiosa, mas nunca sei explicar por qual motivo.
  • Eu quero mudanças na minha vida, mas não as vejo.
  • Eu quero comprar um carro e não aguento mais esperar por esse momento.
  • Eu ando sonhando em dar um rumo na minha vida, morar sozinha, arrumar um namorado, mudar de emprego, mas nada de diferente tem acontecido.
  • Estou fugindo do passado, mas ele ainda me assombra.

Eu desconto todos os meus sentimentos ruins na comida, e desde criança eu carrego muitos sentimentos ruins dentro de mim: raiva, frustração, tristeza, revolta, solidão, cansaço, descaso, indiferença. Além disso, eu sempre fui uma pessoa muito imediatista, quero as coisas agora, na minha hora e do meu jeito, por isso sofro extremamente quando as situações fogem do meu controle ou não acontecem como eu planejei.
Eu quero mudar, eu quero ter controle sobre mim, sobre os meus sentimentos, pensamentos e ações, não quero ser uma mera marionete das minhas emoções, mas não estou conseguindo me centrar e manter o foco nessa mudança. Cada vez que tomo uma decisão e começo a mudança, algo acontece e me faz voltar à estaca zero.
O que eu faço???


Alguma de vocês já amou tanto a ponto do coração doer? Já amou tanto a ponto de perdoar tudo e não conseguir sentir raiva da pessoa? Já amou tanto a ponto de sentir saudades da pessoa todos os dias, lembrá-la e ainda chorar, mesmo depois de tantos anos?
É tanto amor que eu não sei o que faço com ele, mesmo sabendo que é infundado, sem sentido, irreal e impossível.
Eu quero somente ser feliz... é só isso que espero dessa vida... por que é tão difícil conseguir isso?

Desculpem o desabafo, precisava dele para repor as energias. Eu não vou desistir.

domingo, 8 de agosto de 2010

Sobre os pais

  • Pai é aquele que acompanha a gravidez desde o início, que se emociona nos ultrasons e vibra com cada chute do filho, mesmo que já seja o milésimo que ele tenha dado.
  • Pai é aquele que ajuda na compra do enxoval, mesmo não entendendo nada sobre o assunto, e discute sobre o nome do bebê, mesmo que o nome que ele tenha em mente não seja bonito.
  • Pai é aquele que acorda no meio da madrugada para ajudar a mãe a trocar a fralda e dar mamadeira ao bebê, mesmo que seja apenas o apoio moral.
  • Pai é aquele que levanta no meio da madrugada para levar o filho ao hospital, de pijama e pantufa mesmo, e não importa que a doença seja apenas uma febre boba.
  • Pai é aquele que sabe qual foi a primeira palavra dita pelo filho, mesmo não estando presente naquele momento.
  • Pai é aquele que leva o filho ao parque e se suja junto com ele.
  • Pai é aquele que pode deixar de amar a mãe do seu filho, mas jamais, em hipótese alguma, o filho.
  • Pai é aquele que não troca o filho por nada e nem por ninguém: amigos, baladas, a nova namorada - estão todos em segundo plano diante daquele olhar doce e inocente da sua criança.
  • Pai é aquele que tem plena consciência do tamanho da responsabilidade que se é educar um filho, e mesmo assim não abre mão dela.
  • Pai é aquele que ama, admira e respeita seu filho, não importa em quais circunstâncias.
  • Pai é aquele que está presente em todos os momentos do filho, sejam eles bons ou ruins.
  • Pai é aquele que está sempre perto, mesmo estando longe.

Feliz Dia dos Pais a todos os pais que são pais, a todas as mães que são pais, a todos os avós, tios, amigos que são pais e aos homens que não são pais biológicos, mas são pais de coração. Sua presença é muito importante no processo de desenvolvimento e educação de uma criança.

Feliz Dia dos Pais ao meu pai, que foi e continua sendo um grande pai, mesmo tendo todos os filhos criados.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Algumas palavras

"A gente não se liberta de um hábito, atirando-o pela janela: é preciso fazê-lo descer a escada, degrau por degrau" (Marc Twain)Como estão todas vocês nesta noite fria de sexta-feira? A única vontade que dá é ficar debaixo das cobertas bem agarradinho com o amor (no meu caso, o meu amor é o Rhian! rs), mas eu estou na faculdade neste momento, vendo as minhas notas catastróficas... ok, não foram tão catástróficas assim, em relação à média da sala e às dificuldades do 4º ano de faculdade, mas das 10 disciplinas que tenho, 3 estão abaixo da média 7 (5,0; 5,5 e 6,0). Estou orgulhosa de mim, porque só quem vive a loucura de trabalhar, fazer faculdade e ter um filho de menos de 2 anos sabe do que eu estou falando. Todo dia eu mato um leão e dois tigres, e ainda tenho que estar pronta para acudir meu filhote! Com certeza, essa vitória é minha e a pessoa mais beneficiada sou eu, por isso estou lutando tanto para concluir meu curso. Torçam por mim, meus amores, eu preciso de muitas energias positivas, e isso eu sei que todas vocês têm de sobra!

Leiam este texto, é muito lindo e real...
SOBRE O AMOR, ROSAS E ESPINHOS
(Pe. Fábio de Melo)

Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor. O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições.
Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou. O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto".
O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar. O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!" Bonito isso. Enxergar sonhos que antes eu não saberia ver sozinho. Enxergar só porque o outro me emprestou os olhos , socorreu-me em minha cegueira. Eu possuia e não sabia. O outro me apontou, me deu a chave, me entregou a senha.
Coisas que Jesus fazia o tempo todo. Apontava jardins secretos em aparentes desertos. Na aridez do coração de Madalena, Jesus encontrou orquídeas preciosas. Fez vê-las e chamou a atenção para a necessidade de cultivá-las. Fico pensando que evangelizar talvez seja isso: descobrir jardins em lugares que consideramos impróprios. Os jardineiros sabem disso. Amam as flores e por isso cuidam de cada detalhe, porque sabem que não há amor fora da experiência do cuidado. A cada dia, o jardineiro perdoa as suas roseiras. Sabe identificar que a ausência de flores não significa a morte absoluta, mas o repouso do preparo. Quem não souber viver o silêncio da preparação não terá o que florir depois... Precisamos aprender isso. Olhar para aquele que nos magoou, e descobrir que as roseiras não dão flores fora do tempo, nem tampouco fora do cultivo. Se não há flores, talvez seja porque ainda não tenha chegado a hora de florir. Cada roseira tem seu estatuto, suas regras... Se não há flores, talvez seja porque até então ninguém tenha dado a atenção necessária para o cultivo daquela roseira.
A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queira uma só. Elas não sabem viver sozinhas... Quem quiser levar a rosa para sua vida, terá que saber que com ela vão inúmeros espinhos. Mas não se preocupe. A beleza da rosa vale o incômodo dos espinhos... ou não.

Que vocês tenham um fim de semana espetacular!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

De tudo um pouco

Vou começar o post de hoje com os dois selinhos que ganhei de duas amigas muito especiais:
Este eu ganhei da Patty

Regras:

1. Indicar para 10 amigas.
Indico a todas que me visitam e me acompanham.

2. Dizer o que achou do selinho.
Eu achei lindíssimo, é um incentivo para nós que fazemos o blog com tanto carinho. É muito bom saber que temos a companhia de pessoas tão especiais, que me dão ânimo, força e alegria para continuar a caminhada tão complexa e cansativa do emagrecimento.

3. Mandar um recado para quem te dou o selinho.
Patty, eu torço muito por você, desejo que todos os seus sonhos e projetos se realizem e que você seja sempre uma pessoa muito feliz. Que a RA dê certo e você chegue ao peso ideal, e qualquer coisa que precisar, estou aqui! Obrigada por fazer parte da minha vida!

Este eu ganhei da Eydy

Regras:

Falar 9 coisas a seu respeito e indicar 9 amigas:

  1. Tenho um filho de 1 ano e 5 meses, fruto de um grande amor que deu errado.
  2. Estou no último ano da graduação de Administração - foco Gestão de Negócios.
  3. Sou a filha caçula, tenho um irmão de 32 anos e uma irmã de 30.
  4. Fui tia aos 10 anos de idade. Minha sobrinha tem 14 anos, é filha do meu irmão.
  5. Meus pais são casados há 33 anos, o que ainda me faz acreditar no amor.
  6. Eu tenho graves problemas com a minha autoestima e complexo de inferioridade.
  7. Tive depressão pós-parto, mas não aquela em que se rejeita o bebê, e sim aquela que superprotege-se a criança (ficava pensando que ele ia morrer engasgado etc).
  8. Sou funcionária pública concursada, mas em regime CLT.
  9. Sou viciada em comprar brincos.

    Indico a todas as meninas que vem aqui me visitar!
Notícias da R.A.

Estou muito orgulhosa de mim, pois estou me saindo muito bem desde o dia em que decidi, novamente, parar de me acabar em comida. Desde esse dia, a balança já abaixou 1 kg. e qualquer queda de peso é um incentivo para seguirmos a estrada.
De segunda para terça-feira, tive uma crise de compulsão alimentar no meio da madrugada. Cheguei da faculdade extremamente cansada e fui deitar com meu filho para fazê-lo dormir, com a roupa que saí de casa, às 6h20. A intenção era fazê-lo dormir e depois ir me preparar para o dia seguinte (tomar banho, fazer um lanchinho leve e preparar minha marmita), só que acabei pegando no sono junto com ele. Ao acordar, meio desnorteada, por volta de meia-noite e meia, fui para a cozinha sem organizar as ideias e comi dois pedaços de pão de leite com mussarela. Eu percebi que estava fazendo aquilo por pura compulsão, mas não consegui controlar o impulso naquele momento, não sei se foi por causa do sono ou se minha cabeça de gorda funciona até quando deveria estar dormindo...rs
Mas, mesmo assim, estou orgulhosa de mim. Geralmente, quando uma crise dessa me pega, eu jogo tudo pro alto e me acabo de comer. Mas dessa vez foi diferente: no dia seguinte, segui tudo à risca, e continuo seguindo até agora.
Ontem, ao chegar da faculdade, senti uma vontade muito grande de comer, mas, de repente, lembrei-me da imagem da balança mostrando 1 kg. a menos no dia anterior, e me vi pensando no quanto eu quero que esse peso esteja ainda menor na segunda-feira. Então, tomei um copo de água e fui dormir.
Para todas as coisas de nossas vidas, nada é conseguido sem esforço, não tem jeito. Hábitos são difíceis de serem mudados, mas não impossíveis. Basta querermos, lutarmos por isso todos os dias e nos policiarmos 24 horas por dia para não cair nas milhares de tentações que nos atormentam o tempo inteiro.
O apoio de vocês também tem sido fundamental no meu processo de mudança. Cada vez que quero comer, venho aqui no meu cantinho, leio os comentários de vocês, vou no cantinho de vocês, leio os posts e comento e, pronto, a vontade de comer passa! Cada vez que me lembro de como é gostoso vir aqui e mostrar um resultado positivo para vocês, eu desisto de me acabar na comida.
É quase uma matemática: as vibrações positivas de vocês transformam as minhas vibrações negativas em positivas também! Obrigada a todas, de coração!

Sobre mim

Como vocês podem ver, eu estou me esforçando muito para promover mudanças significativas na minha vida, e isso não quer dizer somente emagrecer, quer dizer mudar minha forma de pensar.
Passei a vida inteira buscando nos outros, respostas que só podem ser encontradas dentro de mim. Hoje, consciente disso, estou buscando-as no meio da bagunça que é a minha mente e meu coração. Estou tentando organizar a minha casa interior, e estou disposta a descartar tudo o que já não me serve mais: falsas crenças, mentiras, amores mal-resolvidos, tristezas, complexos, medos, traumas. Eu quero me mostrar para a vida de uma outra maneira, sem restrições. Eu quero me amar, me valorizar e me respeitar ao ponto de jamais permitir que alguém me machuque.
O caminho é longo, difícil e eu não sei onde ele vai dar, mas eu estou caminhando. Se ficar parada no mesmo lugar de sempre não me rendeu nada, quem sabe partir para outra seja a receita secreta da felicidade?
O que eu sei é que eu estou indo... devagar... mas estou!

"Deus pode fazer milagres, sim, mas você precisa trabalhar para que eles aconteçam!".

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Liberte-se

Somente você pode mudar o rumo da sua história, então pare de culpar o mundo por seus fracassos. Seus pais não têm culpa da sua infelicidade. Seus professores não têm culpa da sua incompetência. Seus amores mal-resolvidos não têm culpa dos fantasmas que te assombram. Você não pode apagar o passado, mas tem o poder de reescrever e revisar o presente e planejar o futuro, então pare de ficar repetindo sempre a mesma história, usando as mesmas fórmulas que já não deram certo.
Só chega ao final do livro aquele que lê todos os capítulos. Nem sempre todos eles são divertidos ou interessantes, mas são necessários para dar sentido e consistência à história.
Nenhum final feliz é conquistado sem um mínimo de esforço, viver é uma luta diária e requer uma dose extra de motivação todos os dias. É matar um leão, dois tigres, um búfalo por dia e ainda preparar o jantar. Mas jamais espere receber motivação de ninguém, porque ela está dentro de você. Quando descobrir que o centro do seu mundo é você mesmo e que tudo o que procura está armazenado dentro de você, então deixará de dar voltas em círculos, e encontrará a verdadeira felicidade.
A tal verdadeira felicidade não está nas idealizações perfeitas que fabricamos em nossas mentes viciadas pelas mentiras que vemos e ouvimos todos os dias, e jamais conseguimos alcançar, tamanha sua impossibilidade de se tornar real, mas em acordar todos os dias ciente do valor de sua vida e agradecer por ela. A vida é o maior milagre que já pode ter acontecido, e que nos foi permitido contemplar e experimentar. Devemos ser felizes pelo simples fato de termos uma vida toda nossa, de estarmos rodeados dela e por termos a capacidade de gerá-la e disseminá-la através de nossos filhos.
Jamais deixe de sonhar, mas sonhe aqueles sonhos que possam se tornar reais algum dia, para que não se veja empacado por frustrar suas expectativas.
Sorria bastante, porque o sorriso ainda é o remédio mais eficaz para curar a dor de um croação partido e reconduzi-lo ao seu devido lugar.
E, acima de tudo, ame-se incondicionalmente, porque você é uma pessoa única e especial, com características tão suas que a difere das demais pessoas e causam encanto naqueles que estão ao seu redor. Não importa qual é a sua estrutura física, a forma do seu rosto ou a cor dos seus cabelos: cada parte de você é um ingrediente especial, essencial para a sua composição que agrada a tantos paladares.
Infelizmente, você não vai agradar a todas as pessoas, aliás, nenhum de nós jamais atinbgirá essa proeza, mas, com certeza, agradará todas aquelas que, de fato, são importantes para a sua existência.
Pare de se importar com a opinião de pessoas que não são relevantes para você. Sempre haverá alguém discordando de você ou te criticando, ou porque pensa realmente diferente de você, e é um direito dela, ou porque sente prazer em fazê-lo sentir-se por baixo. Deixe sair de sua vida todas as coisas que lhe fazem mal. Não insista em manter ao seu lado pessoas que não querem ou não fazem questão de estar ali, elas atrasam a sua evolução, consomem toda a sua energia e ofuscam o seu brilho. Ame apenas a quem te ama, porque o amor só existe, de fato, quando duas pessoas o compartilham, mas jamais odeie a quem te odeia ou te quer mal, pois o ódio é como um câncer: é uma doença não-contagiosa, que só atinge você mesmo.
Deixe a vida seguir seu fluxo, pois no seu decorrer, diversas seleções naturais ocorrem, e apenas prevalecem na sua vida as pessoas que realmente são importantes para o nosso crescimento e felicidade.
Viva e deixe viver, aprenda a soltar a corda quando a queda causará menos danos do que a persistência, aprenda a lidar com o medo e com a dor, porque eles passam, aprenda a sair de cena quando a participação do seu personagem acabar, aprenda a poupar-se da dor para não prolongar ainda mais o sofrimento. Quando algo que tememos muito realmente acontece, então não há mais nada a temer. Passando por essa má fase, sabemos o quão fortes somos para suportar todas as adversidades. E, geralmente, somos muito mais fortes do que imaginamos. A fraqueza diante de uma situação nada mais é que uma preparação para suportá-la, superá-la e adquirir um novo conhecimento.
E quando você aprender a caminhar com os seus próprios passos, verá tantas borboletas lindas pousando em seu jardim, que nem saberá qual delas admirar primeiro.

Todos os dias, logo pela manhã, você tem uma importante missão ao acordar: escolher se você quer ser feliz ou se quer sofrer. Escolha ser feliz, mesmo que você não saiba como. A vida se encarregará de lhe mostrar.


Minha dose diária de motivação. Embalagem tamanho família, é grátis, nunca termina, só aumenta.


Minha franjinha (só não se incomodem com a cara de nada... fotogenia não é o meu forte rs)
Um beijo daqueles bem grandes em todas as pessoas que me visitam e deixam seu carinho, suas boas vibrações, seus pensamentos positivos. Eu adoro cada uma de vocês!


domingo, 1 de agosto de 2010

"Cuide de quem corre do seu lado e quem te quer bem..."

Hoje foi um dia muito difícil. Fui dominada por um sentimento de raiva, de frustração, de tristeza, de sensação de fracasso. Fiquei mal mesmo. Chorei, quis morrer, me odiei, odiei a minha vida, odiei o mundo, odiei minha atual situação. Pensei um monte de bobagens, falei um monte de bobagens, senti-me a pessoa mais infeliz do mundo. Talvez seja a falta do meu antidepressivo. Talvez seja a solidão. Talvez seja a frustração que tem tomado conta da minha vida. Talvez tenha sido somente um dia ruim. O que sei é que eu não vou desistir de ser feliz, de encontrar o meu caminho, de acertar a minha vida por causa disso. A tristeza sempre virá, mas preciso aprender a lidar com este sentimento, senão vou enlouquecer.
Eu só quero quem me quer, eu só me importo com quem se importa comigo. Está sendo muito difícil não correr atrás das borboletas, mas eu estou fazendo isso. E confesso que está sobrando muito mais tempo para cuidar do meu jardim. Eu ainda não sei quem eu sou, mas quem eu não quero ser eu já descobri, então estou me esforçando para fazer uma vida melhor para mim.
O medo do futuro me faz querer agarrar-me ao passado, mas dessa vez as coisas serão diferentes. Eu não vou mais derramar lágrimas por ninguém que não mereça, não vou ficar correndo atrás de quem não dá a mínima atenção para mim. Eu não vou medir esforços para ser feliz, e dessa vez eu não estou brincando.
Eu não desisti dos meus sonhos, apenas estou dando um tempo para a minha cabeça. Neste momento eu só quero pensar em mim e no meu filho, quero me curar de todos os males de toda uma vida, para que eu possa ser uma pessoa melhor e ensinar o bem ao meu bebê, para que ele seja o grande homem que eu jamais conheci nessa minha vida.
Desculpem pelos constantes desabafos, é que estou passando por um momento muito delicado da minha vida, que requer muito cuidado. Mas sei que logo estarei fortalecida e pronta para seguir em frente.
Amanhã a vida maluca recomeça: trabalho, faculdade, correria. Junto com tudo isso, minha RA! Eu vou emagrecer 10 kg. até dia 25 de setembro! E isso não é uma piada!
*****
Todos os Erros do Mundo
(Isabela Taviani)
Nada desse paladar doce
Amanheci num mar de sal
Nada de cantar uma canção de amor
Adormeci, trinquei o cristal
Nada de viver um sonho bom
Você e eu fora do tom
Nada de justificar a nossa dor
Não me esqueci quem me sangrou
Há uma ferida que não quer fechar
Há uma saída pra não se encontrar
Quando eu lhe dei meu melhor vinho, você cuspiu
Quando eu lhe dei meu melhor sorriso, você fingiu que não viu
Mas agora vá viver nesse poço escuro
De uma dor sem fundo
Porque não tenho tempo de errar
Mas agora vá viver nesse poço escuro
De uma dor sem fundo
Porque eu não tenho tempo de errar
Todos os erros do mundo