Objetivo

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Alegria e tristeza caminham lado a lado





Bom dia, meus amores! Como estamos? Bem de feriado? Daqui a pouco vou saber, assim que passar no blog de cada uma de vocês.
Meu fim de semana foi muito bom, apesar de alguns momentos de crise e estresse. Começou com uma cervejada na sexta-feira, para comemorar o "término" do meu curso de Administração (coloquei o término entre aspas porque oficialmente ainda não acabou, as notas não foram divulgadas e eu ainda não apresentei meu TCC, mas é o começo do fim), cheguei em casa às 3h15. É sempre espetacular estar ao lado dos amigos, principalmente daqueles que mais amo. Estou com visitas em casa (uma tia e duas primas de Niterói - RJ), então no sábado fomos à casa da minha irmã comer pizza. Domingão só em casa, dormi tanto que estou até com dor nas costas (rs!) e ontem levei o filhão ao Shopping para se distrair um pouco. Ele brincou em vários brinquedos do Playland, andou pelo shopping, tirou foto com o Papai Noel, foi muito bom. O bichinho ficou tão cansado que chegamos em casa às 18h45 com ele já dormindo e só acordou hoje de manhã, já chamando pela mamãe aqui que precisou sair para o trabalho (debaixo de uma chuva fortíssima).
Por que a crise e o estresse? Recebi um telefonema da mãe do pai do Rhian no domingo. É engraçado como sempre que a minha vida está se encaminhando, alguém decide me dar notícias dele. Já tem um tempinho que não o vejo, a pensão do Rhian está atrasada há 11 dias e acho que é por isso que ele não ligou mais para saber do filho. Dentre as muitas coisas que a mãe dele me disse, está sempre a mesma questão de que ele não tem juízo, está perdido na vida, só faz besteira, que ela não aguenta mais e blá blá blá e blá blá blá. Enfim, o discurso não muda nunca, porque a situação não muda nunca, porque ele não muda nunca. Antes, eu ficava mal com essas ligações, mas pela primeira vez em tantos anos, não senti absolutamente nada. Não senti curiosidade acerca da vida dele, não fiquei triste, não me magoei, não sofri. Algumas lágrimas correram pelo meu rosto apenas quando ela me disse que está feliz por me ver seguindo meu caminho e que quando eu tiver um namorado, faz questão de conhecê-lo e que vai tratá-lo como um filho, pois gosta muito de mim e eu mereço toda a felicidade desse mundo. Chorei porque o que sinto pela família dele é muito sincero. A minha dor maior de não ter ficado com ele acho que nem é tanto pelo nosso amor, mas pelo afeto que sinto pela mãe, irmãs e sobrinhos dele. Penso que poderíamos ter sido uma família muito feliz, mas infelizmente nem tudo o que parece é, nem tudo o que queremos vai, de fato, acontecer, e temos que aprender a lidar com os revezes da vida.
Desde que decidi dar um ponto final nesta história (post As últimas palavras de um grande amor), parece que minha vida voltou a andar. Retomei minha vida social, passei a sorrir mais, a não me preocupar com qualquer questão que envolva o pai do Rhian, a não sentir necessidade de falar com ele, fiquei com outra pessoa e pela primeira vez sem sequer lembrar que ele existe, enfim me dei uma chance e vi que o mundo está repleto de possibilidades, e que elas não vinham até mim, não porque sou azarada ou qualquer coisa do tipo, mas porque eu não me permitia enxergá-las, tamanha era a dor que estava instalada no meu coração.
Não sei onde tudo isso vai dar, e também não estou muito preocupada em saber, porque o futuro a Deus pertence e eu não sou ninguém para tentar controlá-lo ou manipulá-lo. O que é nosso ninguém nos tira, e se for para ser, vai ser. Se não for, Deus vai tirar da minha vida. O que sei é que hoje estou livre das amarras da dor, e dessa forma, posso decidir meu próprio destino. O que eu sei é que eu quero seguir a minha vida de cabeça erguida, conquistar meu lugar ao sol e criar o meu filho com todo o amor que houver nesse mundo, sem passar para ele meus traumas ou frustrações. O que eu sei é que eu quero ser feliz, e não vou medir esforços para isso. O que eu sei é que nunca mais eu vou sofrer como eu sofri, com ninguém. O que eu sei é que nunca mais vou estar nas mãos de ninguém, nem me humilhar para ninguém, daqui para frente só vou querer quem me quiser, quem não quiser, eu vou dar um tchau bem grande e afastar dos meus pensamentos. O que eu sei é que não sou mais escrava dos meus sentimentos, que quem me comanda é a razão, mesmo que seja difícil dizer não quando se quer dizer sim.
Mas eu ainda tenho muito o que aprender nessa vida, confesso. Ontem, fiquei triste ao ver que eu sou sozinha nesse mundo, posso contar com as pessoas somente em alguns momentos, quando elas querem, e que se eu quiser algo, tenho que correr atrás sozinha. Sei que essa é a lei da vida, mas, sabe, a angústia que isso me causou naquele momento foi tão grande, que deixei a revolta tomar conta de mim por alguns instantes. De repente olhei para mim e me vi sem saída, um filho para criar, morando na casa dos pais, sem qualquer pequena perspectiva de mudança ou crescimento, sem o apoio do pai do Rhian para amá-lo e educá-lo, sem saber para onde ir e o que fazer, snetindo-me sem força e sem estrutura para seguir. Mas eu sei o tamanho da minha força, suportei tanta coisa pior e hoje estou aqui de pé contando essa história, não desisti nem quando tudo parecia sem solução, persisti bravamente e continuo lutando por um amanhã melhor. Alegria e tristeza caminham lado a lado na minha vida, de mãos dadas, mas eu tenho dado o meu melhor todos os dias para que a tristeza nos abandone, e no meu coração fique somente a lembrança daquilo que um dia foi ruim, mas não para que eu possa recorrer a essas lembranças e sofrer, mas guardá-las como um aprendizado de vida.
Hoje o dia amanheceu nublado na minha vida, mas eu sei que amanhã o sol voltará a brilhar.

Sempre Assim
(Jota Quest)

7:15 eu acordo
E começo a me lembrar
Do que ainda não me esqueci
Do que tenho pra falar
Todo dia é assim
Tempo quente, pé na estrada
Tô seguindo o meu caminho
Já parti pro tudo ou nada

Será que todo dia vai ser sempre assim?
Será que todo dia vai ser sempre assim?

Quero iniciativa
E um pouco de humor
Pra peleja da minha vida
Ser feliz, se assim for
Tô correndo contra o tempo
E agora não posso parar
Por favor, espere a sua vez
Certamente ela virá

Será que todo dia vai ser sempre assim?
Será que todo dia vai ser sempre assim?

Nessa horas, eu me lembro
Com saudades de você
Dos amigos que eu ainda não fiz
E de tudo que ainda há
Tô fazendo a minha história
E sei que posso contar
Com essa fé que ainda me faz
Otimista até demais

Que bom que todo dia vai ser sempre assim!
Que bom que todo dia vai ser sempre assim!

Beijo grande a todas! E um lindo dia!





17 comentários:

Danda Emagrecendo disse...

querida Taia
Joga uma pedra no seu passado,
escreva uma nova estoria,
ja fui traida e abandonada com dois filhos,meu marido foi embora e mora com a outra até hj.
reconstrui minha vida com outra pessoa e sou muitooo felizzzzz
O que vc sente chama-se mágoa.
Isso só vai fazer mau pra vc.
Vc não é sozinha no mundo nao senhora,
tem seu filho que precisa de vc,que tem saúde,vc é saudavel.
O tempo cura tudo,daqui uns anos vc vai lembrar de td de ruim que vc passou um dia como lição de vida.
Pq decepção nao mata,
ensina a viver.
bjs e alto astral amiga :)

Anônimo disse...

Taia fico feliz que está seguindo sua vida e se livrando das amarras do passado...acho muito relevante tudo que a Danda disse e por ser pertinete creio que deveria tomar para si e concordo plenamente com ela sobre vc não está sozinha!Acredite há muitas pessoas que não tem o privilégio de oder morar com os pais e não ter nnguém mesmo a qyuem recorrer!
Bjocas

Bethynha disse...

amiga li todo teu post..criar um filho nao deve ser facil..mas co m toda a coragem que vc tem..vc se torna uma guerreira e luta pelos seus ideias..quase choreu qndo li teu texto..temos que ser fortes para tudo nessa vida..e concerteza vc nao estara desemparada nao..tem sua familia por perto...
seu filhote eh lindoooo..que bom que ele aproveitouuu o shopping e brincou batsante ne?
bjao e bom inicio de semana

by Daia disse...

Oiii
é estava sumida...mas Graças a Deus estou de volta!!

Parabens pelo teu "término de curso!"" no fim tudo vale apena ne!!

Fico feliz que esteja conseguindo, passar por tudo isso sem se abalar viu!!
força pra você...
bjs ...Daia

P.S... Estou tendo problemas pra ler sua postagem, pois do nada diz:
esta página não pode ser exibida...

Lucy Britto disse...

Vejo que mesmo vc se sentindo sozinha muitas conquistas estão ao seu redor
por isso não se sinta sozinha e nem sem forças pra lutar
pois vc tem seu filho seus pais que pelo jeito te apoiam
e por mais que problemas existam vc esta traçando uma nova história cheia de conquistas
tenha um belo entardecer e muito força ai sempre bjs...

GÊ. disse...

Ola

Que bom que superou essa fase, isso só vai fazer bem a vc.
É uma pena que ele nao tem juizo mas vc tbm nao tem culpa disso né.
Filhão ta lindo!!

beijos

Paty disse...

Oi querida, ví sue comentario sorb mim no blog da Fla e vim agradecer!! Seu filho e lindo e que bom que tá superando a separaçāo, tem mais é que se senator Bonita e ir viverr a sua Vida!!
Sucesso!!
Tem promoçāo no meu blog corre lá!!!!
Bjinho

Dany Aoki disse...

oi Taia, pois é, estou me sentindo mais animada mesmo, espero continuar assim.
Nossa, que barra que vc tá passando, mas vc vai superar tudo isso, tenha certeza disso!
bjos.

Kellenah disse...

Muito difícil essa situação Taia. Uma separação é sempre difícil, e sempre um lado vai sofrer mais que o outro. Só te desejo força pra colocar uma pedra de vez nesse assunto. mas sei tbm que por mais que a dor passe, as cicatrizes ficarão pra sempre!!!
Força!!
Bjks!!

Anônimo disse...

Oi taia tudo bem? fiko super feliz em saber que vc conseguiu superar essa face ruim! agora e bola p/frente que tudo que vc deseja vai dar certo.bjokas brigadim pelos comentarios....boa quinta feira .....

Lú Pinheiro disse...

Oi flor...
que bom que vc está bem...
seguindo sua vida e seu bbzinho...
fico muito feliz por vc...
tenha uma ótima sexta...
bjnhos da Nega

Cacau disse...

Taia, não fique assim não. Tem horas q a gente se pega triste, assim, lembrando das coisas, mesmo que aquilo não desperte mais tantas coisas, mas parece q uma tristeza (resquicio) aparece.
Sei como isso é dificil, tenha certeza, mas conseguiremos passar por isso, reconstruir totalmentea vida e ainda olhar pra trás, e dar muita risada!!!!!!!!!!!

bj bj bj

Anônimo disse...

Taia,
Estou indicando você e o seu blog para receber o Prêmio Dardos! Vim convidá-la para retirar no Visões de Um Ser... se você gostou de receber o selo ele estará a sua disposição lá no meu espaço, com muito carinho...
Beijosssss

eydy disse...

agora que resolveu de coração deixar o passado par trás as coisas vão mudar e as oportunidades vão aparecer afinal está abertas a elas
vamos lá amiga um dia de cada vez
quanto aos problemas nada melhor que o tempo par as coisas irem se ajeitando
espero que Deus lhe abençoe com alguém muito especial que ame vc e o seu filho
bjim e bom fds

Anônimo disse...

Taia, li este texto e gostei demais e me lembrei de vc e da minha Elaine!
Vcs são bem parecidas e por isso eu digo: acredite ahora de virar pipoca tá chegando!!!!

PIPOCAS DA VIDA


Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.
Assim acontece com a gente.
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.
São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa.
Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo.
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui.
Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou:
vai morrer.
Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.
Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela.
A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!
E ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar.
São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.
Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.
A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura.
No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira.
Acredite que para extrairmos o melhor de dentro de nós temos que, assim como a pipoca, passar pelas provas de Deus.
Talvez hoje você não entenda o motivo de estar passando por alguma coisa...
Mas tenha certeza que quanto mais quente o fogo, mas rápido a pipoca estoura.

Vanessa Monteiro disse...

Oii Flor!

Que bom que está bem,com pensamentos positivos!

Torço muito por vc,por sua felicidade!

Seu filhinho ta lindooo!!!!

Boa semana!

Fique com Deus!

Beijoss e força ai!

Lugreen disse...

Oi linda!

Que tal recomeçar?E quantas vezes forem preciso!
O passado passou e não tem nada que vc possa fazer para muda-lo!
Agora seu futuro e presente, vc pode moldar da forma que quiser ainda é tempo!
Escolha ser feliz!
Tamos juntas!
Bjuxx e shalom
P.s.: desculpe a ausencia, é apenas o mal do seculo, falta de tempo!