Objetivo

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Demorei, mas voltei! rs




Boa noite, meninas! Como vocês estão? Espero que muito bem!


Ando sumida, né? Eu sei, mas é que realmente não ando conseguindo postar e visitá-las com a frequência que gosto, porque a vida está uma verdadeira correria. Sério mesmo, a coisa tá feia para o meu lado: mil trabalhos da faculdade, todos com prazos curtíssimos, chefes me passando um monte de trabalhos no trabalho, todos com prazos apertadíssimos, filhote anda tendo febre dia sim, dia não e, enfim, eu estou muito cansada.

É engraçado um fenômeno que acontece comigo: sempre que estou na reta final de um projeto na minha vida, começo a desanimar. Faltam menos de dois meses para a minha formatura, e a vontade que tenho é de não aparecer mais na faculdade. Sei lá, encheu o saco! Não sei explicar por que me canso tanto das coisas da minha vida. As pessoas que me conhecem muito bem dizem que sou uma eterna insatisfeita...rs

Ah, não sei se isso acontece com vocês, mas sabem quando se começa a sentir falta de novidades na vida? Estou passando por essa fase. Queria que acontecesse alguma coisa diferente (boa, claro! rs) para mudar o rumo das coisas, para eu me sentir um pouco mais feliz e motivada em continuar essa caminhada.

Mas as coisas estão sempre na mesma. Eu havia me candidatado a um processo seletivo no Itaú para Trainee e estava muito ansiosa para ser chamada para a entrevista, e quarta-feira recebi um email deles me avisando de que eu não estou habilitada nem para os testes iniciais, pois não tenho inglês nível avançado. Fiquei muito, mas muito triste mesmo com isso. Sabe, fiquei pensando para quê eles querem inglês fluente para os cargos em questão, e mais ainda: se eu fosse bem na entrevista, o que me impediria de fazer um curso de conversação de inglês enquanto trabalhava lá? Afinal, o principal que é escrever e ler no idioma, eu sei. O meu grande problema é a conversação.

Sei que eu deveria fazer parte do time que sempre pensa pelo lado positivo de tudo, que vê o copo sempre meio cheio, mas quem me conhece sabe que sou uma pessoa extremamente pessimista, e que as coisas me arrasam de tal maneira que perco a vontade de fazer tudo, de tentar de novo. Muitas vezes penso que as coisas não dão certo na minha vida graças à força da minha mente, sempre cheia de mágoa e raiva. Estou buscando mudar meu jeito de ser, mas confesso que ainda sou um bebê recém-nascido nesse processo de evolução.

A questão, no meu caso, é mudar para sobreviver. Ou eu mudo, ou, além de ser infeliz pelo resto da vida, vou ensinar meu filho a ser infeliz, e eu não quero isso. Quero que ele seja um cara bem resolvido e muito feliz, um cara que saiba seu valor perante o mundo e aprenda a se impor diante das pessoas e das situações, um cara que se sinta em paz e feliz sempre, independente de estar sozinho ou acompanhado. Quando temos filhos, pensamos em várias coisas que queremos ensinar a eles, e no meu caso, uma das principais coisas que quero e vou ensinar para ele é o AMOR PRÓPRIO. E vocês, o que têm ensinado ou pretendem ensinar aos seus pimpolhos?

Estava hoje no salão fazendo as unhas das mãos, e estava prestando atenção às conversas das meninas que estavam lá. Todas elas são comprometidas e estavam lá reclamando dos namorados e/ou maridos, uma até desligou o telefone na cara do marido porque disse que ele pega muito no pé dela, é extremamente chato, e aí contou que já está no 3º casamento, e que o bom mesmo é ficar sozinha e curtir a vida. Ela não é um padrão de beleza a ser seguido pela sociedade, é gordinha, baixinha e muito simpática, mas é uma pessoa que sabe reconhecer seu próprio valor, e atrai os homens com isso. Então, fiquei pensando em uma coisa: acho que o problema não está no aspecto físico, mas no que pensamos sobre nós mesmos. Quando não nos valorizamos, ninguém nos valoriza, não importa o quão maravilhoso você seja. O problema é que eu realmente não consigo me olhar no espelho e gostar do que vejo, me sentir bonita, reconhecer minhas qualidades, e achar que mereço amor e respeito, e sofro muito com isso, desde criança. Faço terapia há mais de um ano, e ainda não consegui resolver essa questão na minha vida. E isso me incomoda muito, muito mesmo. Tanto que sempre é tema dos meus posts.


Tantas lágrimas derramadas em vão
Um desejo estranho de sofrer
Por que chora, menina?
Sim, eu sei, o mundo está coberto
cheio de mágoas, de desespero...
Não sabemos em quem confiar
Não temos para onde fugir
O amor está perdido no desespero
Enquanto muitos dão um sorriso confuso
Outros nem ao menos olham para nossos corações
Querem paz chamando de guerra
Querem amor chamando de "azarar"
Querem amizade chamando de explorar
Querem viver chamando de dinheiro...
Não chore mais, menina
Nossos olhos traduzem nosso coração
E um dia o amor irá vencer o desespero.
(Danillo Tani)

Minhas lindas, tenham uma excelente noite. Assim que chegar em casa, comento no blog de vocês. Estou na faculdade, com um notebook emprestado, e meu amigo o quer de volta...rs



Bjaum!

9 comentários:

Lú Pinheiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lú Pinheiro disse...

Oi amiga... que post bom heim... li tudinho e vou comentar...
a falta de tempo é um agravante para não nos dedicar ao blog te entendo, mais comigo aconteceu a mesma coisa no final da facul, eu nem queria mais aparecer, acho que são tantos anos que o cansaço bate...
eu sinto tb que gostaria que algo diferente acontecesse todos os dias na minha vida, isso seria bom demais, pois a rotina cansa e deixa a gente desmotivada, mais amiga aprendi a ser feliz com um pouquinho que Deus me dá, e a enchergar que todos os dias existem novidades, a cada dia nossos filhos crencem mais um pouquinho, a cada dia ficamos mais experientes, a cada dia engordamos ou emagrecemos e fora que abrir os olhos todos os dias é um grande presente...
Não fique triste que não conseguiu a vaga, minha mãe sempre diz que depois de algo que nos acontece sem gostarmos sempre vem um muitooo melhor depois, e isso eu já constatei na minha vida e realmente acontece...Deus tem sempre algo maravilhoso em nossas vidas...
aprender a ser positiva é muito difícil mais é algo que vc deve praticar diariamente, repetindo na cabeça "O que vc pensa, e o que vc acredita é o acontecerá em sua vida, seus pensamentos criam a sua vida, é muito simples amiga e quando a gente intende isso, a gente começa a fazer mudanças incríveis em nossas vidas", se vc pensar negativo, atrairá coisas negativas, então linda tente mudar, de dentro para fora"...vc está certa, vamos mudar para saber educar, eu tb tenho uma filhinha de 3 anos e por isso amiga exercito a minha mente diariamente para o lado positivo, mesmo que todos queiram me ver pra baixo, parantes ou até mesmo marido, mais eu não permito sofrer mais do que o necessário...
Sobre a auto estima da moça ela está certa, concordo que a gente tem que se sentir bonita independente do que os outros acham, vc lembra do episódio que aconteceu comigo está semana, parentes que me deixaram abaixo do chão, mais o meu problema não é só parente o meu tb é marido que sente vergonha de mim desde quando eu estava grávida e engordando, mais eu cansei de ser humilhada e te digo, parentes a gente dá um jeito e marido que não me ama do jeito que sou eu separo e é isso que estou fazendo, devemos decidir nossas vidas, a felicidade é diária e só depende da gente...
tenha um ótimo FDS
bj flor

eydy disse...

oi amiga
eu sei que e bem facil falar o dificil e fazer ..
mas pensa você tem um filho lindo que eu amaria ter ontem mesmo sonhei eu gravida mas sei que não e possivel
então curto o marido e pronto
você ta concluindo uma faculdade coisa que amaria ta fazendo mas ainda vou fazer
talvez tenha coisas que tenho que você queria ter mas sempre e assim então vamos aproveitar o que temos e não esperar para ser feliz amanhã
bjim e bom fds

Elaine Castro. disse...

Ei Taia,
Não sou um exemplo de otimismo, pelo contrário, tenho uma enorme tendência a ver o copo sempre meio vazio, rsrsrsr, mas hoje em dia não espero grandes acontecimentos. Sabe, a graça da vida, pode parecer muiiiiiito piegas o que vou dizer agora: mas a graça da vida está no dia a dia, nos detalhes. nos momentos que parecem banais, mas que ao passar dos anos vimos a sua importância!!!
Sabe, existem horas que precisamos esperar menos dos outros e fazermos o melhor que podemos.
Olha seu filhinho é muito fofo, adoro quando posta as fotos dele...
Beijão e que aconteça algo de inesperado hoje!!!!

Kellenah disse...

Que filhote mais fofinho!!
Realmente a falta de tempo acaba com a gente. Tbm sofro com isso e venho pensando seriamente se isso tem sido bom pra mim, em todas as áreas, principalmente pro meu filhote.
Mas precisamos trabalhar né? Fazer o que?
Bjks!!

yris m@ciel disse...

Oi taia passando p/desejar um otimo fds p/vc.... a cada dia que passa seu filho esta mas lindo.... bjokas amiga

FRANCYS LARA disse...

Taia amiga, fim de facul é assim mesmo dá uma vontade de não ir e um frio na barriga de pensar que tá acabando...
Realmente a aparencia do corpo não tem nada a ver com ser atraente ou não, temos que ser mais q um corpo bonito, eu prefio ser uma pessoa bonita por dentro do que só por fora...tem tanat gente bela por fora e de uma burrice...
Pára tudo, deixa eu dar uma mordida nesse menino lido demais!!!!
Bjocas

Mili disse...

Oieee Taia,passando pra desejar uma super semana ae, vamos juntas heim!!!!
beijos!:)

Cacau disse...

Taia, não fique assim não, vc tem muito pela frente.Com relação a e amar, eu concordo com vc, devemos nos amar sempre e muito, nos valorizar!
Quanto ao cansaço final de curso, é normal, ainda mais trabalhando e com filho pequeno. Não desanime.
Qto à vaga de trainee, bora pra frente! Invista no inglês. Não dá para pagar um curso ou ir nas aulas? Baixe da net conversação, filme... Vá escutando de casa para o trabalho, ensine ao seu filho e assim vc aprende tb! Eu faço muito isso kkkk
Qq coisa me escreve cmsgomes@inbox.com , mas nãodesanima.

Bjs