Objetivo

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Pesagem e fim de semana

Bom dia a todas! Espero que tenham tido um fim de semana maravilhoso. O meu foi bem tranquilo.
Minha mãe está muito estressada pelo excesso de coisas que tem para fazer, e na sexta-feira deu um piti lá em casa (dessa vez com a minha avó - mãe dela). No calor da emoção, disse que não ia me buscar na faculdade, que se eu quisesse, que fosse embora de ônibus. Não a questionei e nem briguei, afinal, é um direito dela não querer ir me buscar, eu preciso agradecer pelo fato de ela ir todos os dias, mesmo contra a vontade, e eu compreendo o estado dela, pois realmente são muitas coisas para ela pensar e fazer. Eu era obrigada a ir para a faculdade, pois não posso mais faltar às sextas-feiras porque já estou quase no limite de faltas e ainda falta 1 semestre para concluir. Voltei de ônibus num frio miserável, minha blusa não era grossa o suficiente para aguentar o tranco daquela noite, e ao descer no ponto de ônibus, fui pega por uma garoa forte, e, claro, estava sem guarda-chuva (para variar).
Cheguei em casa meio chateada, com uma dor de cabeça insuportável, mas tranquila. Dei muitos beijos no meu filhote, que já estava dormindo, coloquei-o em minha cama quentinha e fui dormir, bem juntinho dele. Assim que abri a porta, percebi que ela já estava arrependida de me ter feito vir de ônibus, mas nada dissemos uma para a outra.
No sábado, fui com o pai do Rhian até o Jabaquara resolver algumas questões do carro dele. Era o tal Dia dos Namorados, cinco anos que nos conhecemos, que eu comentei aqui no blog. A faxineira estava limpando a minha casa, e minha mãe fica extremamente estressada quando alguém está limpando e a casa está cheia, por isso aceitei o pedido do pai do Rhian para acompanhá-lo em seu compromisso. Ele estava bem animado, falante e amoroso com o filho. Depois fomos almoçar, e enquanto eu dava comida para o Rhian, via que ele nos observava fixamente. Gostaria muito de saber o que se passa naquela cabeça...
Ele nos deixou em casa por volta das 14h40, agradecendo a companhia, e foi trabalhar.
Não sei se é possível compreender o que vou escrever agora, muitas pessoas do meu convívio não entendem e isso me gera muitos problemas: eu não consigo sentir raiva dele. Sei que ele me fez muitas coisas ruins, que me magoou e me enganou muitas vezes, que não se preocupou com meus sentimentos, que não é um bom pai para o meu filho, que é egoísta e imaturo, mas nem a visão de todas essas coisas me torna capaz de ignorá-lo por completo.
O que vivemos foi muito intenso, e paira nos meus pensamentos até hoje. Eu amei demais e o fim do nosso relacionamento foi muito doloroso para mim, e até hoje eu não superei. Estou ciente de tudo, sei que não vamos ficar juntos, que meu sonho de construir uma família ao seu lado nunca vai se concretizar, mas nem isso me faz afastar-se dele. Às vezes tenho a sensação de que uma pequena e ousada esperança insiste em morar dentro do meu coração, mas eu trato sempre de evitá-la, porque sei que é impossível, e também sei que ele não merece o meu perdão nem qualquer bom sentimento que eu possa ter por ele. Mas a questão é que não consigo me desligar dele. A influência que ele exerce sobre a minha vida ainda é muito grande, e eu não sei como lidar com esse sentimento.
No sábado à tarde, fui com minha mãe comprar o primeiro material escolar do Rhian! Foi muito engraçado me ver escolhendo lápis de cor, giz de cera e uma pasta A3 maior do que ele! Nessas horas eu percebo que eu realmente sou mamãe! rs
Mais a noitinha, fomos ao Carrefour comprar leite e fralda. Assim que descemos do carro, meu filhote apontou para o símbolo do Carrefour e disse: "Afur, afur!" rs
Ontem ele completou 1 ano e 4 meses, mas é esperto como uma criança de uns 3 anos. Tudo o que você fala, ele aprende (o cuidado com os palavrões tem sido redobrado rs).
Tem como não amar um ser tão lindo e tão perfeito? Sou mãe coruja, sim, com muito orgulho. Amo meu filho demais.

*****
A pesagem da semana foi positiva e negativa, ao mesmo tempo. Positiva porque consegui voltar à casa do 77, e emagreci mais 100 gr. em vista da semana passada, mas negativa porque, ao invés de eliminar mais peso, apenas eliminei algo que já tinha sido perdido e eu ganhei de novo, graças à minha irresponsabilidade diante da comida.
Ando meio empacada entre 77 e 78 kg., e estou seriamente desconfiada de que anda rolando uma resistência da minha cabecinha gorda em conquistar um novo corpo, equilibrado e saudável. Não compreendo por que isso acontece, afinal, eu quero ser magra, mas quando me percebo estou comendo que nem um bicho, mas eu vou continuar lutando contra o peso.
A compulsão já deu uma boa reduzida, graças ao remédio, e aqueles sentimentos à flor da pele também já se acalmaram (santa Sertralina! rs)

E eu vou rumo aos 76 essa semana!

7 comentários:

Anônimo disse...

Compreeno sobre não sentir raiva dele e isso explica-se muito bem: amor.
Infelizmente não podemos controlar sentimentos e nem sei se isso faz bem tbém...
O saldo da balança foi positivo sim e vc vai chegar nos 76 sim e melhor: faça um exercício bem simples para afugentar a mente gorda, feche os olhos e visualize-se magra, como vc quer ficar, não pense como está e como quer ficar não, veja vc já magra, sempre q for pensar em vc se enxergue magra, isso faz com que a mente trabalhe a nosso favor!!!!!
Agora não falo q tô gordinha, e sim TÔ FICANDO MAGRINHA!!!!! E vejo que faz efeito! Bjocas

pattydedieta disse...

É amiga, vc não sente raiva do pai do seu filhote pq só vc entende o que vcs viveram, os momentos bons, só quem passa por eles pode entender o que é não sentir raiva quando se deveria sentir raiva.

Se cuida.
Bjos.

Camila Santiago disse...

olha ,entendo o fato de não ter raiva do pai de seu filho ...tb naum sinto raiva do pai de meu filho .... não e algo que vai alem da nossa compreenção ... mas e lindo mesmo seu menino ...rrsrsrsrs... parabéns.... vc vai ver o quanto ele vai melhorar quando entrar na escola.... bjus ...boa semana.

eydy disse...

vc empacou no 77/78 e eu no 74
mas vamos la afinal somos + fortes que a balança
e desistir jamais
hoje lendo algumas coisa do passado numa agenda entre mim e o ex lembrei de vc
e espero que um dia vc leia as coisas e pense igual penso hoje que ele so serviu para eu amadurecer e crescer + que não sinto nada por ele
bjim otima semana

Kellenah disse...

oi lindinha, passando para deixar um bjo e desejar ótima semana pra vc!!!
Bjks!!

Mili disse...

Pensamento magro amiga!!! Nada de deixar sua mente de "boicotar"; vamos juntas, semana reocmeçando, no gás!!!
Confia em vc e conta comigo...76kg já é certo!
Beijoooo
:)

Tatha, somente... disse...

Amiga minha mãe dá Piti todo dia, to até acostumada...ela eh meio maluca sabe...grita por tudo...a gente acaba acostumando...hahahahaha

yuppppppppp rumo aos 76 hein

bjinhosssss :*