Objetivo

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

...Eternamente Iludida...




(fotos da viagem de fim de ano)

Boa tarde, meus amores!
Ando sumida, e confesso que dessa vez não é falta de tempo, e sim de ânimo. Não estou afim de nada essa semana, se pudesse me trancava no meu quarto e só saía de lá quando estivesse me sentindo um pouco melhor, mas a vida continua e eu preciso encará-la, mesmo não querendo.
Estou morrendo de saudades do meu filho, que ficou na praia com minha mãe, pois do que adiantaria ele voltar se não tenho com quem deixá-lo para ir trabalhar?
Quero ser uma mãe melhor em 2011, bem mais paciente. Tenho pensado muito sobre a maternidade nesse tempo em que estou longe dele, e às vezes tenho a sensação de que fiquei tão concentrada por todo esse tempo em outras questões, que acabei deixando escapar bons momentos com ele. Meu filho vai completar 2 anos em fevereiro, e eu me pergunto aonde eu estava enquanto todo esse tempo passou, porque eu não vi. Tenho essa sensação estranha de que o tempo não passa e as coisas não mudam, e eu sei bem o porquê disso. Eu continuo pensando em uma pessoa que não merece o mínimo da minha atenção, do meu carinho e do meu respeito. Eu continuo acreditando em alguém que não merece um mínimo de confiança. Eu continuo me decepcionando com as más atitudes dessa pessoa, mesmo não sendo nenhuma surpresa para mim, pois pelo tempo e tudo o que me fez passar, eu já deveria conhecer e estar acostumada com seu caráter. Mas a verdade é que isso ainda dói em mim, e cada dia que passa fico com mais raiva de mim, porque já são mais de cinco anos nessa mesma vida, com os mesmos pensamentos, com o mesmo sofrimento idiota. Sabe, eu estou de saco cheio dessa novela que é minha vida, mas eu continuo não conseguindo tomar uma atitude que preste, colocar um ponto final no que me machuca, virar a página, recomeçar.
Sinto que minha vida não vai para a frente, e todas as pessoas me dão a mesma razão para isso estar acontecendo: o fato de eu não deixar ir embora da minha vida quem deve ir. Ao mesmo tempo que sei que o melhor é deixar essa pessoa partir, morro de medo só de pensar como será a sua ausência. Sei que ele só me faz sofrer, que não há mais nada de ruim que ele ainda não me tenha feito, mas eu não consigo me desligar dele, não sei por que. Já tentei entender, já tentei explicar, já tentei mudar, mas ninguém entende. Nem eu mesma.
Aliás, eu jamais vou compreender uma pessoa que brinca com os sentimentos dos outros, que só pensa em si mesma, que ignora o mundo ao seu redor, que faz tudo do jeito que quer, na hora em que lhe beneficia, alguém que parece não ter sentimentos.
Eu ainda sofro porque sou uma idiota que acredita na mudança, mas acho que tudo o que todo mundo sempre me diz é verdade: ninguém muda, a menos que queira. E a mudança não se mostra com lindas palavras, mas com atitudes.
Eu preciso erguer a minha cabeça e seguir meu caminho, cuidar de mim, me amar e me respeitar. Eu já sei disso, já escrevi isso um milhão de vezes aqui no blog, mas quando percebo, já estou fazendo tudo errado de novo, e voltando todo o caminho que já havia percorrido na direção da cura.
Estou muito triste, confesso a vocês. Mas não é triste com ninguém, e sim com o rumo que eu tomei na minha vida, triste por permitir todo o mal que me foi e é feito até hoje, triste por não saber virar a página, por não saber esquecer, por não conseguir perdoar, por não conseguir deixar tudo para trás, por continuar jogando a minha vida no lixo.
Estou decepcionada comigo, com a minha falta de amor-próprio, com o fato de já ter engordado quase todos os 12 kg. que havia conseguido emagrecer no ano passado e mesmo assim continuar comendo que nem uma louca, para preencher o vazio da minha alma, mesmo sabendo que não vai adiantar nada, só vou piorar a situação com estar atitude. Estou magoada por não ter conseguido seguir com a minha vida, por ter continuado esperando na janela, mesmo depois de tudo o que eu sofri, vi e ouvi da pessoa que amava. Estou com raiva de mim por ser incapaz de virar a mesa, de reverter o placar desse jogo a meu favor, de fazer alguma coisa por mim. Estou arrasada por ver que entra ano e sai ano, e eu continuo na mesma: gorda, insegura e infeliz.
Desculpem o desabafo, mas eu precisava dele para repensar a minha vida e buscar novos modos, novas perspectivas, novas alternativas. O que eu não posso, não quero e não vou é continuar sofrendo. Eu quero e vou aprender a ser feliz, não importa quanto tempo demore.

7 comentários:

Anônimo disse...

Taia,
Bem, não sobra muita coisa para se dizer, você sabe onde erra e o porque que erra... eu entendo você muito bem, sei o que é estar com alguém e supervalorizar essa pessoa e não receber nada em troca, porque na verdade ninguém se doa de graça, mas a escolha em se doar é unicamente nossa, não podemos cobrar dos outros o que lhe atribuímos, e sei que esse é o seu desabafo, mas pense bem em suas palavras, se escute garota!
Você sabe onde está errando e o que tem que fazer para modificar tudo isso, não estou dizendo que é fácil, principalmente eu que também tenho uma enorme tendência a preencher o vazio com comida, mas o fato é que esse vazio nunca será preenchido, por nada, nem por ninguém. E as pessoas só fazem consco o que permitimos, não permita Taia, gosto muito de você mesmo sem conhecê-la pessoalmente, como sempre falamos, nos identificamos nas palavras..., sei que vai conseguir!

Beijos.

GÊ. disse...

Ola

E ai diva, vamos levantar a cabeça, e sacudir a poeira, se vc nao conseguiu fazer o que queria em 2010, entao esta na hora de correr atras em 2011.Afinal nao vamos deixar pra 2012.
Qto a acreditar nas pessoas sao coisas que nao tem jeito mesmo, as vezes gostamos tanto de algo ou alguem que ficamos cegas.
E esse emagrecimento, vc sabe que só depende de vc, né?? Então ta esperando o que pra ficar magrela??

Desculpe as palavras mas as vezes agente precisa disso.

Beijos

Dany Aoki disse...

oi querida! obrigada pela força de sempre.
Calma amiga, o que posso te dizer é que tente estabelecer um objetivo para a sua vida esse ano, toma um rumo e siga ele, vc vai se sentir bem melhor.
Ás vezes a gente se sente meio perdida mesmo né, mas pense direitinho, vc é uma pessoa muito legal, batalhadora, tem um filho lindo, tente se cuidar mais.
Quanto ao emagrecimento, tente traçar uma meta, vc vai conseguir!
Todas nós vamos!!
bjos.

Rosângela Massoterapeuta disse...

Oie flor
Que este ano seja de mudanças e aprendizado...o importante e jogarmos fora o q não é bom para nós!!
E vamos fazer o nosso melhor!!!
Beijossssssssssssssss

@ugust@ disse...

. Taia querida, não coma sentimentos, fiquei triste ao saber de tudo que vc narrou, se quiser desabafar por email não faça cerimônia.
. Amiga, vc está no look das amigas blogueiras de hj lá no meu blog, em uma retrospectica das participantes em 2010.
. Bj. Fique com Deus.

Nayara disse...

Menina....
vc e linda...
e ta passando pelo mesmo problema que eu...
mas acredito que somos fortes o suficiente para enfrentar isso numa boa..
nos vamos conseguir...minha filha tbm vai fazer dois anos...
e por ela que vou mudar td o rumo da minha vida



bjo

ja to te sguindo

Dani disse...

Psiu....

Nao desanime flor... o ano ta começando e vc tem 2011 todinho pra mudar sua história....

Se precisar, estou aqui tá??

Beijo enorme