Objetivo

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O importante é o que fica




Risos e lágrimas fizeram parte da minha história. Um amor que antes era tão lindo, hoje vejo que já não restou mais nada. Não reconheço mais a pessoa que amei, e acho que não sou mais reconhecida também. O que era amor transformou-se em mágoa, inconformismo, tristeza. Tinha tudo para dar certo, e até hoje eu não entendo o por quê de não ter dado, e muito menos aceito. Temos todos os ingredientes para ser uma família feliz, e no entanto vivemos separados, com a história fragmentada e com vidas que tomaram rumos completamente diferentes, sem explicação e sem volta.
Quase seis anos se passaram do primeiro dia em que conheci o homem que seria o grande amor da minha vida e também a maior decepção já sentida, e no meu coração ainda reside a dor e um monte de perguntas sem resposta.
Quando conhecemos uma pessoa de um jeito e, de repente, não mais que de repente, ela muda totalmente, qual é a verdade implícita nisso: a pessoa, de fato, mudou ou ela simplesmente representou bem o papel por um determinado tempo?
Como saber se toda a verdade da sua vida foi uma mentira? Como aceitar que talvez toda a verdade da sua vida tenha sido uma mentira?
O tempo está passando, e eu ainda não aprendi uma maneira de seguir a minha vida sem olhar para trás. Sempre fui tão acostumada à infelicidade que simplesmente não sei ser feliz. Eu não aprendi a colocar um ponto final em coisas mal resolvidas. Eu sempre quis ser a dona da verdade, a pessoa capaz de mudar o mundo e as pessoas, e hoje tenho que amargar a triste verdade de que ninguém muda ninguém, somos todos seres humanos com livre arbítrio, portanto donos absolutos de nossos atos e vontades. Sou obrigada a ver uma pessoa que eu amei seguir um caminho totalmente oposto ao meu e nada posso fazer para trazê-lo de volta, porque não cabe a mim essa decisão. Vejo essa mesma pessoa tomando um monte de decisões erradas, machucando outras pessoas que o amam, e também preciso suportar calada. Porque a minha vida continua. Porque a vida dele continua. E essas duas vidas continuam não somente em frases separadas por ponto final neste texto, elas continuam separadas mesmo, e o tempo de compreender isso já passou há muito tempo.
Eu não vou mais correr atrás. Eu não vou mais tentar indicar a direção certa. Eu não vou mais insistir. Eu não vou mais ligar. Eu vou ter que aprender a me desapegar. Sim, há muito tempo tenho tentado tomar esta decisão e manter-me firme nela, mas sempre sou seduzida e enganada pelos mesmos sorrisos, pelas mesmas palavras, pelo mesmo jeito doce e provocador, e o final da história é sempre o mesmo: eu acabo sozinha, iludida e com o coração ainda mais carregado de ressentimento.
Nesta vida, precisamos aprender a filtrar o que foi bom de uma situação, e jogar o resto no lixo, de verdade, para sempre. O importante é o que fica, e não o que um dia existiu. E de todo esse amor que eu senti, ficou uma pessoa que é parte de mim e parte dele, um serzinho tão pequeno e tão dependente, mas que ao mesmo tempo em que precisa de mim, me faz precisar dele também, ao mesmo tempo que precisa ser ensinado, me ensina lições valiosas todos os dias.
Precisei ser mãe aos 23 anos para compreender coisas ao meu próprio respeito que nem eu mesma sabia. Precisei ser tomada pelo pavor e pela delícia de gerar uma nova vida para poder analisar meu lado bom e meu lado mau, e saber exatamente o que deveria ser colocado e o que deveria ser tirado de cada um deles. De dois anos para cá tenho me tornado uma pessoa melhor graças à consciência que a maternidade traz a todas as mulheres, e sinto cada vez mais necessidade de me reencontrar e me redescobrir para me tornar um bom exemplo ao meu menino.
Perder para poder ganhar. Esquecer para poder lembrar de mim. Seguir a longa estrada da vida sem olhar para trás, com a certeza de que tomei a direção certa e não preciso de ninguém para me ensinar o caminho ou guiar meus passos. Reaprender a caminhar com os meus próprios pés, ser senhora da minha vida e do meu destino. Aprender a ser feliz, para depois tentar fazer alguém feliz. Compreender que o amor ao próximo é o complemento, não a razão da minha vida. Entender que a felicidade só pode vir de dentro de mim, jamais depender das atitudes ou sentimentos de outrem. Saber esperar o tempo certo dos acontecimentos, sem ansiedade e sem medo. Encarar a vida de frente, sem chorar e sem fugir, porque a vitória é daqueles que lutam, e não dos que esperam um milagre acontecer.
Milagres quem faz somos nós, através de nossas atitudes.

*****
Bom dia!

Por aqui, está tudo bem, embora não pareça por causa do texto acima. Sou uma pessoa tentando encontrar meu eixo e meu ponto de equilíbrio, então os sentimentos são confusos e divergentes mesmo, não se preocupem.
A RA não anda bem das pernas, não. Não estou conseguindo retomar o ritmo do passado, e sempre que me percebo, estou comendo algo que não devo e, claro, engordando. Nunca imaginei que emagrecer fosse tão complicado e envolvesse muito mais questões emocionais do que físicas. Eu não tenho nenhum problema de saúde que impeça e/ou atrapalhe o meu emagrecimento, o meu problema mesmo sou eu mesma...rs
Dizem que todos nós temos um(uns) vício(s) e, infelizmente, no meu caso, um deles é comer. Eu me acabo na comida por diversos motivos, principalmente quando estou com raiva, frsutrada ou triste. Não sei explicar, mas é como se fosse a minha válvula de escape. No momento em que estou ali me empanturrando de comida, parece que os problemas não existem, as dificuldades desaparecem momentaneamente e eu me sinto em estado de êxtase. É claro que as boas sensações não duram muito tempo, principalmente quando as calças não fecham mais, os joelhos e a coluna doem e a balança denuncia o resultado do meu crime secreto.
Sim, vocês estão diante de um comedora compulsiva. Dizem que aqueles que realmente querem algo arrumam um meio, e quem não quer nada, arruma uma desculpa, mas ao mesmo tempo que concordo com esse clichê, discordo violentamente. As coisas não são tão fáceis quanto parecem. A um magro que pode comer de tudo, é muito fácil dizer para um gordo fechar a boca que emagrece, mas ninguém sabe quantas mágoas um gordo cala com toda aquela comida, que espaços de sua vida está tentando preencher erroneamente com a alimentação.
Estou tentando retomar, mas confesso que ainda não consegui. Conheço e admiro várias histórias de várias divas magrelas que venceram a batalha contra a balança e hoje desfilam por aí lindas e absolutas, e são nessas histórias que busco a motivação para continuar, porque sei que todas elas passaram maus bocados para emagrecer e compreendem bem do que estou falando.
Emagrecer é um processo lento e com muitos altos e baixos, e acredito que muito mais importante do que emagrecer, é saber lidar com esses altos e beixos, é estabelecer uma relação saudável e sincera com seu corpo e sua saúde. Se emagrecer fosse fácil, ninguém seria gordo, porque ninguém está nessa condição porque quer, porque se sente bem assim.
Desistir eu não vou. Mas que a coisa tá feia pro meu lado, ah isso eu não posso negar!
Balança só segunda-feira, senão eu fico paranóica!

Beijos e mais beijos, minhas lindas!

10 comentários:

Nayara disse...

Taia...
amiga..o que e isso minha flor....
Vou tentar resumir uma coisa pra vc aqui....
Eu tenho 21 anos fui mae aos 19..O pai da minha filha hj so meu namorado....e quaze no fim tbm.....
Era uma pessoa linda que fazia td por mim...agente sai uma coisa mara... Qdo descobri que estava gavida td mudou....Ele foi a pior mudança...com o passar do tempo ele foi mostrando quem ele realmente era....
Allguem que me disse coisass que me magouou mto...Um belo dia fui p praia e depois vendo as fotos falei assim nossa...quem e esta da foto gorda....
Mal sabia era eu mesma....
Nao fazia ideia mas pesava 80 kls....Foi dificil deixar coisas que gosto de comer..eu sofri qtas vezes nao chorei...mas hj posso te dizer que a minha mente esta no lugar eu consigo me amar mais....
E o que me magooava tanto hj esta sendo um degrau...A pessoa vive com ciumes e ta querendo voltar a ser o que era....
LINDONA...SE VC QUER VC PODE...Pensa no filho lindo que vc tem..vc e linda..e tem uma vidaa lindaa pela frente

e sempre um dia de cada de vez...Nao foi bem em uma refeiçao na desista tem a outra p vc acertar ate na hora que vc vai tirar de letraaaa......


BJo gdee

Mili disse...

Amiga, para tudo heim, como assim "empre fui tão acostumada à infelicidade que simplesmente não sei ser feliz. " Isso foi passado na sua vida, vc merece e será feliz em 2011, o pensamento tem poder amiga e Deus sabe o que faz, vamos colocar um ponto final e começar a ser feliz hoje ok?!
Conta comigo.
Só vc pode mudar o rumo da sua história!
Beijos

Lays disse...

Tai, agente é quem decide que rumo vai dar para os problemas você pode fazer dele grandes ou pequenos. Eu antes de estar com meu atual namorido passei por muitas coisa magoas momentos em que pensei que não ia aguentar decidi por um ponto final e puz. Depois de tanto ele insistir acabamos reatando mas nada mudou na relação ele ainda me magoava então percebi que ele não tinha mudado nada nem eu exceto por um motivo eu agora carregava 20 kg a mais que antes então percebi que quem precisava mudar era eu e não ele mudei tudo inclusive o corpo perdi 15 kg dos vinte kg e tirei toda a magoa do meu coração hoje ele é outra pessoa ao passo que fui mudando ele foi percebendo-se obrigado a mudar ou me perderia hoje estamos em nivel de relacionamento e todas essas magoas ficaram pra trás,mas me considero responsavel por ter dado um rumo diferente a nossas vidas.
Você também pode mudar deixar o passado reveja o que te faz mal e enterre de vez tudo que te deixa infeliz e vc tem alguém que precisa muito de vc.
Bjoks *falei de mais*rs

estica disse...

O importante às vezes é ofuscado por aquilo que nos cega e que, na maioria das vezes, de importante não tem nada! Não perca anos da sua vida minha querida! Olhe mais além! Beijos!p.s você escreve maravilhosamente.

Dany Aoki disse...

oi amiga! calma, logo essa fase difícil da sua vida vai passar e vc vai se "encontrar".
Tente se controlar, controlar o seu lado emocional para não descontar na comida.
Mas é como vc disse, o mais importante é tentar ver o lado bom das coisas e aprender com as dificuldades.
bjos.

Anônimo disse...

Taia,
Bem, como tenho dito por aqui em muitos dos comentários que já fiz, você sabe do seu valor, sabe o que já sofreu, agora o que está faltando é dar o próximo passo, tem que enterrar definitivamente seus fantasmas, senão nunca conseguirá "tocar" sua vida.
Você ficou com a melhor coisa que poderia ter ficado de tudo isso: seu filho, e vejod que isso lhe trouxe um amadurecimento que talvez não tivesse conseguido se ele não existisse.
Quanto ao emagrecimento é mesmo um processo nada fácil, e é necessário mesmo muita persistênica...

Beijos.

ALICE CAMARA disse...

amiga, li o que escreveu, senti nas suas palavras uma verdade pura, o seu coração aberto e sangrando. mais uma coisa é certa o que passou passou, e a vida é seguir em frente, lembrando as coisas boas do passado, deixando as tristes de lado, e aprendendo com nossos erros.
vc tem um filho lindo, vc é jovem tem uma vida toda pela frente, não fique tão angustiada, pq tudo na vida se dá um jeito. pense em vc e no seu filho, vc precisa estar bem para poder criar seu filho, vc precisa se amar mais para assim dar mais amor a ele, vc precisa se reencontrar, isso é fascinante, agente se reencontrar, sempre temos que estar passando por esse processo de nos acharmos, então amiga, siga em frente, ajude as pessoas mais saiba que mudar ninguém vc vai, pq a pessoa só muda se quiser. viva a sua vida, ame a sua vida, curta o seu filho e seja feliz com o que vc tem, e como vc é.
te desejo uma boa sexta, e lembre-se vc é especial, vc é mãe, e mãe é sempre especial.
bjs amiga

Anônimo disse...

Taia, minha querida, vc sabe ter morada em meu coração, mas vc não pode mais continuar assim, atrelada a passado, se sentindo merecedora de infelicidade, acreditando ser vítima das agruras da vida e desventuras. Alguém já disse que o amor é feito de ilusões e balas de canhão, por isso pára com isso, faz muito mal a vc pois cada vez que vc retrata e escreve vc revive, sofre novamente. Sepulte seus fantasmas, vc precisa vencer isso, precisa superar, pára de se agarrar desesperadamente a este amor que infelizmente não deu certo, ou melhor mude seus pensamentos: esse amor deu certo sim, vcs viveram coisas boas, rendeu um fruto lindo e assim como nós que tbém um dia viraremos pó, acabou. Todas as coisas mais belas da vida são finitas. Enterre essa dor...
Hoje achei um blog ou site sei lá muito interessante e principalmente os posts mais antigos pois tem muito haver com o que precisamos: http://vigilantesdaautoestima.zip.net/listArchive.html
espero que seja de alguma serventia!
Bjocas

Dani disse...

Oi lindaaaa!!

Primeiro: Nada de não saber ser feliz viu? Isso já passou e estamos começando um ano novo! Que tal eleger 2011 como o SEU ano? O ano que você vai se livrar do seu peso, mas não fisico, mas do seu peso emocional??
O ano que se vc precisar chorar, vai chorar, mas não vai remoer... se você precisar gritar, vai gritar, mas não vai fazer esse grito ecoar??

Tá na hora de olhar pra frente... pra frente do espelho e dizer pra vc "eu me amo, porque se eu não o fizer, ninguem mais fará"... tana hora de olhar pra frente, pro seu futuro... pro seu filho LINDO!!!
Estou sempreeeeeeeeeee aqui... no que você precisar!!

Pare de comer suas emoções... concentre-se em você... coloque-se em primeiro lugar... ;)

Adoro vc viu???

Beijoooooooooooo

Por Paloma Coelho disse...

Linda guarde apenas o que foi bom.. beijos e otio fds!