Objetivo

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Carta aberta à minha mãe - desabafo

Eu só queria que você me amasse, que me compreendesse, que me respeitasse, e enxergasse que eu não tenho só defeitos.
Sei que nenhum pai se orgulha de uma filha que engravida sem se casar e, para piorar, o pai da criança decide assumir só o filho, mas gostaria que você percebesse que eu também sofro muito com isso, porque não foi isso que eu sonhei para a minha vida. Gostaria que parasse de jogar na minha cara que eu vivo de favor na sua casa. Pare por um instante e pense na minha situação de vida. Eu não tenho escolha! Trabalho, estou no último ano de faculdade, não ganho rios de dinheiro, o apoio financeiro que o pai do meu filho me dá não é o suficiente para vivermos folgados... como posso ir morar sozinha desse jeito?
Apenas gostaria que você visse que, enquanto muitas mães solteiras largam seus filhos nas costas dos avós para se jogarem na vida como se não tivessem responsabilidades, eu estou trabalhando e estudando para dar um futuro melhor ao meu filho, e abro mão de 90% dos meus finais de semana para cuidar dele. Eu não larguei meu filho nas suas costas, eu apenas preciso da sua ajuda para passar por essa fase crítica.
Jamais imaginei que as coisas seriam assim. Quando minha barriga começou a crescer e o mundo se fechou para mim, senti seu apoio pleno e incondicional, e achei que sempre fosse ser assim. Mas eu me enganei.
Sinto-me muito só. Meu ritmo de vida não me possibilita divertir-me o quanto é necessário e o quanto gostaria. O pai do meu filho me abandonou aos três meses de gestação, e quando decidiu voltar, cinco meses depois, veio disposto apenas a assumir o filho. Ele registrou o bebê, mas você sabe tão bem quanto eu que não posso contar com sua ajuda integral, pois ele está desfrutando de sua liberdade enquanto eu levo a responsabilidade pelo Rhian toda sozinha.
Só queria que você compreendesse que não exploro você, que não quero jogar para você responsabilidades que são minhas, mas eu não tenho com quem deixar o meu filho enquanto trabalho e estudo! Eu quero uma vida melhor e estou batalhando por isso, então porque você não enxerga isso ao invés de ficar pintando uma pessoa que eu não sou?
Sei que não sou perfeita, mas você também não é. Sei dos meus erros, da minha inconsequência, de tudo o que fiz que não foi bom, mas sei também que todas as pessoas têm o bem e o mal dentro de si, e que eu não sou a única que erra. Sei também da minha luta diária para corrigir os erros e seguir em frente. Sei também das inúmeras qualidades que tenho e que você nunca me deixou ver, porque está sempre me censurando.
Aos seus olhos, eu nunca fiz e nem nunca vou fazer nada certo, a minha vida nunca vai ir para frente, eu nunca vou conseguir mudar... você é uma ótima mãe, tem me ajudado muito, mas nunca me deu o meu devido valor. E por causa disso, eu aprendi a não me valorizar também.
Eu só queria que você me desse um longo abraço e me dissesse o quanto me ama e que tudo vai ficar bem, que tudo isso é só uma fase e vai passar. Eu espero por esse abraço há muitos anos, mas ele nunca vem. Tudo o que sei sobre a minha história é que eu fui uma gravidez indesejada até os 7 meses, e é assim que me sinto até hoje na vida de todas as pessoas com as quais convivo: indesejada. Tenho um sentimento de inadequação muito presente em mim e, desculpe, mãe, mas ele vem de você.
Eu queria que você tivesse orgulho de mim, que acreditasse no meu potencial e no meu crescimento. Eu queria que você reconhecesse que levantar todos os dias às 5h20 e só voltar para casa às 23h30 e ainda ter um filho parar criar sozinha, é muito desgastante, mas é atitude de alguém que quer ser alguém na vida, para poder dar boas condições ao próprio filho. Eu queria que você visse o quanto eu sofro diariamente, embora esconda tudo atrás de um largo sorriso e palavras sarcásticas. Eu queria ser a filha que você sonhou, mas eu nasci com um jeito próprio, eu me libertei dos esteriótipos, eu escrevi minha própria história, diferente de você. Até onde isso te incomoda?
Meus sonhos foram destruídos, mãe, mas eu continuo lutando, porque eu quero ser feliz. Eu ainda não sei como e nem quando esse dia vai chegar, mas eu estou lutando por ele. Por que você não me entende? Por que você nmão me apóia? Por que você não me incentiva?
Todos esses amores complicados e inacessíveis que eu vivi até hoje só podem ter uma explicação: eu estava procurando pelo seu amor.
Um dia eu vou aprender a viver com esse vazio que me dilacera o peito e, então, sim... eu vou ser feliz de verdade. Eu quero fazer tudo diferente.

6 comentários:

Anônimo disse...

Taia, minha amiga, desculpe se vou falar umas palavras duras, mas vc me comove e tbém me indigna. Não culpe sua mãe pela rejeição que sofre ou acredita sofrer, pois mesmo que vc tenha sido uma gravidez indesejada por sete meses vc foi desejada por 24 anos e possivelmente ela deseja que vc seja feliz e se encontre por toda a sua vida. Minha mãe tbém não é fácil, me lembro bem qdo ainda morava com ela e não estavamos trabalhando, como ela repreendia, e me censurava, como eu detestava, mas ela estava certa: eu não podia fica entregue a depressão, era um jeito ou o jeito dela de fazer eu "acordar", mesmo q não tenha sido o jeito q eu achava melhor, era o jeito dela. Embora entenda sua mágoa e tbém louve sua garra por estudar e trabalhar e buscar um futuro melhor, quem fica com seu filho é sua mãe, como vc mesma disse, vc acorda super cedo e só volta muito tarde, e apesar da sua preocupação com seu filhote, quem está com o "trabalho duro" de criar, educar, dar comida, banho, carinho, ensinar, repreender etc é sua mãe e ela tem o direito até de reclamar e dizer-se explorada pois ela não queria ter outro filho a esta altura do campeonato, ela cuidou e criou a filha dela. Acho que vc está irritada com sua vida não ser da forma como ambicionou e esta decontando na sua mãe. Cobra carinho, apoio incondicional, até agride sua mãe ao dizer que ela não deixou q vc enxergasse suas proprias qualidades... Taia, não atribua a ninguém a responsabilidade por suas frustrações! Sua mãe não te deu o abraço tão desejado? Talvez ela tbém espere um abraço a muitos anos, vá vc e a abrace-a, não disse que ela te apoiou no início? Talvez ela esteja vendo algo q vc não veja, ou q vc se acomodou, ou que está vivendo algo q j´deveria ter terminado. Uma mulher nunca pode ser feliz só se tiver um homem, mesmo q este seja o homem da sua vida. Vc fez escolhas, certas ou erradas, foram feitas por vc e sua mãe, que vc diz que deveria te incentivar, tem feito isto todos os dias, ao cuidar e amar seu filho, pois ela poderia simplismente não tomar esta atitude, mas se o faz é por amar vc e querer q vc se supere, progrida, amadureça e seja muito feliz. Dizer que teve amores complicados pois na verdade buscava pelo amor da sua mãe é querer arrumar um bode expiatório para os romances mal resolvidos que vc teve. Tbém quero q meus pais tenham orgulho de sua filha, mas não os culpo por ainda não ter achado meu caminho e sobre valorização: primeiro vc tem q se dar valor. Pra uma mãe, o filho tem um valor imenso até antes de nascer, mas o filho normalmente só consegue avaliar o valor da sua mãe, qdo está longe ou já não a tem neste mundo. Mesmo que sua mãe te jogue na cara todos os dias, reflita Taia: se tivesse acontecido o inverso, se vc fosse a sua mãe e ela a sua filha será q vc agiria diferente, com toda essa benevolência que vc quer da sua mãe? Mas seja sincera, sem florismos...
Desculpe a invasão, mas apesar de não nos conhecermos gosto muito de vc e as vezes te sinto uma menina perdida no mundo que revoltada pelos revezes da vida quer culpar alguém das decisões que te trouxeram até aqui!

"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, Qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim". Chico Xavier
Desculpe s fui rude.
Bjo

Anônimo disse...

NOSSA QUERIDA QUE DESABAFO ATE ME EMOCIONEI!NAO PASSO PELO QUE VOÇE TEM PASSADO,POREM TODAS NOS TEMOS NOSSOS PROBLEMAS E DESENTENDIMENTOS NA VIDA!GOSTARIA DE DIZER QUE DESEJO DO FUNDO DO MEU CORAÇAO,QUE SUA RELAÇAO COM SUA MAE MELHORE!ESAIBA QUE DEUS ESTA OBSERVANDO TODO SEU SOFRER E CERTAMENTE ELE SABERA TE RECOMPENSAR FICA COM DEUS E PARABENS POR SER TAO FORTE,GUERREIRA E ESTAR LUTANDO POR SEUS OBJETIVOS,UM DIA SUA MAE IRA RECONHECER QUE ENTRE ACERTOS E ERROS VOÇE É UMA FILHA MARAVILHOSA,RESPONSAVEL SIM PQ VOÇE ERROU POREM HOJE ESTA AGUENTANDO AS CONSEQUENCIAS AO CONTRARIO DE MUITAS QUE COMO VOÇE DISSE APRONTAM E DEPOIS DEIXAM TUDO NAS COSTAS DA MAE OU PAI,SIGA EM FRENTE E QUERO EM BREVE LER QUE TUDO ESTA MELHOR E QUE AO CONTRARIO DE DESABAFO VOÇE POSSA POSTAR SUAS VITORIAS E DIZER A SUA MAE!"VENCI MESMO SEM QUE VOÇE ACREDITASSE EM MIM"SUPER ABRAÇO FICA COM DEUS

Dani disse...

ô amiga... nem sei exatamente o que dizer...
Se precisar de alguma coisa, mesmo estando tao longe, estou aqui!
Vc é uma otima mae, uma otima amiga, companheira e tudo o que vc faz, vemos sinceridade e força de vontade!
Não ligue pro que dizem de voce... asvezes, sua mae quer que vc viva o que ela, por frustração nao viveu, e nao consegue separar isso...


Conte comigo linda!

Beijo!

eydy disse...

acho que a palavra e dialogo
talvez se sua mãe le a carta ela entenda melhor você
e você entenda as razões dela
bjim

Fillipa Pino disse...

Oi Taia. Sei que ja fazem 5 anos que você postou esse desabafo. E eu sei pelo que você está passando. A sua frase "Eu só queria que você me amasse" é exatamente o que eu sinto em relação ao meu relacionamento com a minha mãe.u só queria que ela me amasse. Não tenho um filho mas eu sinto continuamente o desprezo da minha mãe por mim. Ela é uma pessoa com um genio dificil, muito dificil de lidar. Eu trabalho e estudo. Não bebo, não fumo, nunca dei motivos para meus pais se preocuparem. Ajudo em casa, lavo, passo. E ajudo em tudo o que eu posso. Mas não sei de onde vem essa vontade da minha mãe de me humilhar e me inferiorizar. Espero o colo dela há anos. Na adolescencia eu estudava de segunda a sexta, das 07h00 as 19h00, e as vezes de final de semana na escola, ajuda em casa, e cai em depressão. Fazia de tudo pra agradar minha mãe, mas ela nunca ficou feliz. Diversas vezes me falou que eu sou a maior decepção de sua vida, que não sirvo pra nada, e que nao faz diferença o que eu penso ou acho.
Não sei o que fazer nessas horas. Diversas vezes quis morrer, por sentir que não houvesse amor nenhum que ela pudesse me dar. Muitas vezes implorei para que ela me abraçasse, me desse um beijo, mas ela se esquiva e diz que nao quer, pois ela me acha falsa.

Depois, agora, na vida adulta, eu tento me proteger dela. Nunca pedindo nada, fazendo tudo rapidamente para que ela nao se sinta nervosa. Ela critica meu trabalho, as coisas que desejo estudar. Vou a igreja, sou evangelica, e ela é cristã, catolica. Ela odeia isso. Nao fico pregrando pra ela, nao deixei de fazer nada de natural perto dela. Mas ela odeia que eu va a igreja, mais de uma vez ja me falou que eu sou pior que um drogado, que ela prefere ver meu irmao usando drogas do que me ver indo a igreja.

Sei que Deus pode curar nossas feridas, caso contrário eu ja teria cometido um suicidio. Mas é muito doloroso nao ter esse amor. Nao sentir segurança em casa, conforto e compreensão. Minha vida foi baseada em cobranças e expectativas que eu nao consegui suprir. Espero ansiosa o dia que ouvirei da minha mae um eu te amo, um beijo, um abraço.

já tentei dialogar com ela mil vezes. Na base do dialogo racional, na base do amor. Na base do escandalo. Mas nada adianta.

Sinto muito pela sua situaçao. Espero que voce esteja melhor e que Deus te abençoe.

Anônimo disse...

me sinto assim amo muito minha mãe mas parece ter uma barreira entre nos parece que tudo que vem de mim ou diz a respeito a mim ela sempre vai achar um defeito uma critica eu não a desrespeito entendo tudo que ela ja fez por mim materialmente falando mas espiritualmente muito falta acabei de comprar um bolo arrumamos toda a mesa era pra ser uma surpresa, pois é o aniversário dela hoje, resultado como ela ta com gripe ela nem levantou do sofá continuou deitada reclamou fomos até ela levamos o bolo pra ela soprar a vela acabei eu e o meu marido comendo o bolo sozinhos, eu oro muito pra Deus pra não deixar doer tanto mas doi. quando quis engravidar a primeira vez eu sofria por não conseguir e ela sempre me dizia: vc é seca vc não pode engravidar vc nasceu de bumbum pra lua, não posso em palavras dizer a vc amiga o quanto eu sofria na madrugada, mas nosso Deus é maravilhoso 4 anos depois eu tive um lindo menino, ela só foi me visitar por que meu marido a encontro chegando no trabalho as 4 da tarde ai ele a convenceu de me ver, sete anos mais tarde eu resolvi tentar mais uma vez... consegui que felicidade que alegria resultado na mão fui contar pra ela tão feliz radiante ela simplesmente me respondeu (bela loroba) tipo assim grande coisa. no dia seguinte me disse um monte que não sabe por que a frescura que ela não tava feliz que ela não gostou, fiquei muito triste chorei muito sai pra buscar meu filho na escola sem conseguir conter as lagrimas doeu muito 4 horas mais tarde a gestação foi interrompida tive uma cólica horrível com sangramento parei na santa casa mas não tinha mais nada a ser feito... hoje minha maior vontade é ser mãe outra vez ja estou com 40 anos a 6 tentando novamente e não consigo, a ultima que minha mãe fez foi passar a madruga rezando como ela é católica ela contou pra minha irma que perdeu o sono e passou a madrugada pedindo pra santa que ela é devota pra não me deixar engravidar, doeu muito chorei muito passei dois dias horrível senti vontade de morrer. como é triste vc não ser amada por aquele que te deu a vida. somos em 4 irmãos minha irma mais nova tem 2 filhos e ela ficou muito feliz em saber das duas gestação minha irma mais velha tem 3 e ela tbm nunca criticou meu irmão casula tem 1 que no momento agora esta morando com ela ele tem 6 anos. desculpe o desabafo mas acho que muitos passam minha historia é grande tem muito pra contar, queria somente um momento pra lembrar o quanto ela foi importante pra mim, não me lembro de abraço não me lembro de beijo de palavra amorosa, de cuidado não me lembro! mas eu amo amo muito. vc deve se perguntar e com os irmãos dela tbm é assim? não completamente diferente o carinho o cuidado é diferente a mãe que os atende que conversa com eles não é a mesma que eu conheço. querida ora pela sua mãe ame sua mãe mesmo ela não lhe retribuído mesmo que for no seu silencio ame a .eu amo a minha eu sei o quanto guerreira ela é . enquanto Deus nos der a oportunidade para respirar temos uma chance de nos sentir amadas por elas beijos querida fique em paz seja a melhor mãe do mundo para seu filho bjs