Objetivo

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Orgia Alimentar

Meninas, boa noite! Eu já não sei mais o que fazer comigo mesma: entreguei-me por completo à comida desde sexta-feira, e não estou conseguindo parar. A balança saltou de 78,7 kg. para 80,5 kg. e se eu não tomar uma atitude, ela vai subir ainda mais.
Sei que isso não é desculpa, mas estou muito nervosa e ansiosa nos últimos dias, e estou descontando na comida, porque ainda não aprendi a agir de outro modo, a desviar a minha atenção para outras coisas. Neste exato instante eu acabei de comer que nem uma louca, um monte de coisas calóricas, das quais eu não precisava e o pior: eu sequer estava com fome. Estou bastante admirada com a minha capacidade absurda de comer tanto em tão curto espaço de tempo.
  • Estou muito tensa com a faculdade, tenho trabalhos que não acabam mais.
  • As notas das P1's estão saindo e a minha situação está um tanto crítica.
  • Estou constantemente ansiosa, mas nunca sei explicar por qual motivo.
  • Eu quero mudanças na minha vida, mas não as vejo.
  • Eu quero comprar um carro e não aguento mais esperar por esse momento.
  • Eu ando sonhando em dar um rumo na minha vida, morar sozinha, arrumar um namorado, mudar de emprego, mas nada de diferente tem acontecido.
  • Estou fugindo do passado, mas ele ainda me assombra.

Eu desconto todos os meus sentimentos ruins na comida, e desde criança eu carrego muitos sentimentos ruins dentro de mim: raiva, frustração, tristeza, revolta, solidão, cansaço, descaso, indiferença. Além disso, eu sempre fui uma pessoa muito imediatista, quero as coisas agora, na minha hora e do meu jeito, por isso sofro extremamente quando as situações fogem do meu controle ou não acontecem como eu planejei.
Eu quero mudar, eu quero ter controle sobre mim, sobre os meus sentimentos, pensamentos e ações, não quero ser uma mera marionete das minhas emoções, mas não estou conseguindo me centrar e manter o foco nessa mudança. Cada vez que tomo uma decisão e começo a mudança, algo acontece e me faz voltar à estaca zero.
O que eu faço???


Alguma de vocês já amou tanto a ponto do coração doer? Já amou tanto a ponto de perdoar tudo e não conseguir sentir raiva da pessoa? Já amou tanto a ponto de sentir saudades da pessoa todos os dias, lembrá-la e ainda chorar, mesmo depois de tantos anos?
É tanto amor que eu não sei o que faço com ele, mesmo sabendo que é infundado, sem sentido, irreal e impossível.
Eu quero somente ser feliz... é só isso que espero dessa vida... por que é tão difícil conseguir isso?

Desculpem o desabafo, precisava dele para repor as energias. Eu não vou desistir.

5 comentários:

Camila Santiago disse...

não desista... arrume outra coisa pra vc descontar o que sente,, hj eu uso o blog...deu certo ...e devagar.. mas vc consegue... bjoks...

Anônimo disse...

Ai amiga que dificil é esquecer um amor... só o tempo mesmo... sobre todos estes projetos, vc vai realizá-los mas se permita viver um dia de cada vez e volta pra RA logo, porque senão daqui a pouco vai jogar seu esforço todo no lixo!
Bjos

Thany disse...

Oi flor, que isso! Vc sabe que comer só vai piorar a situação, vc vai se sentir muito pior depois.
Procure mudar os seus caminhos, falar, pensar e agir!
Podemos sim. Deus nos deu sabedoria o bastante para ssabermos o que é bom e o que nos prejudicará, mas muita vezes queremos arriscar...
Mude sua cabeça, não se permita em pensar naquilo que se passou.
Pense assim, morreu. Acabou!
E se permita se uma nova pessoa.
Vc pode sim .

Brupi Emagrecendo !!! disse...

amiga fika bem eu tb as vezes exagero qdo brigo com o marido e pq tenhu q estuda pra prova hiper dificil etc... mais linda ñ podemos pq a comida em exageroso vai nos deixa ainda mais p baixo pq ñ vamos entrar naquela roupa e nada fika bemm..... to aki pra te da toda a força q precisarrr vc é lindaaa vamoss dar a volta por cima bju

Desafiando a Balança disse...

OI querida
envia seus dados que eu coloco seu nome na planilha, para participar do desafio tá!
nome:
peso:
meta do peso p/ 10/09:
blog
emai:

flaviarocha@r7.com
bjs